Habitação Social é tema de reunião na Prefeitura

Da Redação

Foi realizada, na tarde desta terça-feira, 5, uma reunião no Centro Administrativo para tratar de assuntos relacionados Programa de Intervenção em Favelas (PPI Favela) e demais habitações de interesse social.

Para este trabalho, a reunião foi presidida pela vice-prefeita Janete Aparecida, acompanhada da secretária de Desenvolvimento Social, Juliana Coelho, e do secretário da Usina de Projetos, Will Bueno. A vice-prefeita destacou a importância do trabalho em conjunto entre a Secretaria Municipal de Fiscalização de Obras Públicas e Planejamento (Semfop) e a Secretaria de Desenvolvimento Social para tratar deste tema.

De acordo com a assistente social da Semfop, Renata Palhares, atualmente são 18 famílias em aluguel social, que tiveram as casas demolidas no Alto São Vicente e aguardam as obras do PPI Favela.

Juliana Coelho lembrou que, no último ano, houve 1.309 pedidos de cota básica no município e que se verificou que, grande parte destas famílias, não eram cadastradas no CAD Único e que poderiam ter direito a outros benefícios sociais. A secretária destacou ainda que a área de habitação social era vista de forma isolada e garantiu que o trabalho será ampliado.

— Não abrimos mão do trabalho com a habitação de interesse social e vamos trabalhar em conjunto para fazer muito mais para as famílias que têm direito aos benefícios sociais—  destacou.

Will Bueno lembrou que o convênio com a Caixa, para a construção das habitações do PPI Favela exige um suporte técnico social que, realmente, deve ficar a cargo da secretaria de Desenvolvimento Social.

— Mas a Usina de Projetos dará todo o suporte técnico da obra, que faz parte do convênio — garantiu.

Ana Luiza Amaral Guimarães, diretora de Habilitação, fez um apanhado do trabalho realizado pela diretoria e confirmou que realmente não havia uma ligação entre o trabalho da habitação e o acompanhamento das famílias em outros serviços da assistência social.

— Tenho certeza de que, esta nova visão do governo, que é de integração, ajudará muito as famílias assistidas — disse. 

Também participaram os servidores da área da Habitação, Joelma Faria, Marco Túlio Fontes e Guilherme Moreira e a Angélica Pereira Quadros da Semfop.

Comentários
×