Guarani muda data da eleição e prorroga mandato da diretoria

José Carlos de Oliveira

O futuro do Guarani na atual temporada continua indefinido e as eleições foram adiadas. Ontem, em nota oficial, o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Aléssio Francisco de Souza Salomé, anunciou o adiamento, por 60 dias, do prazo para inscrição de chapas interessadas em concorrer à eleição do Bugre, que anteriormente estavam previstas para acontecer no mês de junho.

Com isto fica prorrogado o mandato da atual diretoria, comandada por Vinícius Morais, até o mês de agosto, quando o alvirrubro terá um novo presidente.

Volta ao Farião

Mesmo com os grandes clubes de Minas Gerais e até mesmo algumas equipes do interior do estado já trabalhando para a volta aos treinamentos presenciais, no Guarani o retorno às atividades normais segue em compasso de espera. O presidente Vinícius Morais aguarda por uma posição oficial da Federação Mineira de Futebol (FMF) e das autoridades em saúde do Município de Divinópolis para então marcar a data do retorno aos trabalhos no estádio Waldemar Teixeira de Faria.

As atividades do Farião, com o time profissional e as categorias de base, além da escolinha de futebol Bugrinho, estão suspensas desde o mês de março, quando o prefeito Galileu Machado publicou decreto determinando o cumprimento de medidas emergenciais restritivas, em decorrência da pandemia da covid-19, que vem assustando o mundo nos últimos meses.

Sem data

Por determinação da Federação Mineira de Futebol (FMF), o campeonato mineiro, dos Módulos I e II, continua suspenso e ainda sem data definida para o retorno dos jogos. A previsão mais otimista é de que isso aconteça no mês de junho, mas com os confrontos acontecendo com os portões fechados, sem a presença de torcedores nos estádios.

O Módulo II foi interrompido na sexta rodada, quando ainda faltavam cinco jogos para o término da fase de classificação. No estadual 2020, os 12 clubes se enfrentam em turno único, jogando todos contra todos e passando ao quadrangular final as quatro equipes de melhor campanha.

Na fase final, os quatro times se enfrentam em turno e returno, com o melhor colocado ao término das seis rodadas ficando com o título de campeão. Sobem para o Módulo I em 2021 os dois primeiros ao fim do quadrangular. Os dois piores times na fase preliminar são rebaixados para a Segunda Divisão na temporada do ano que vem.

Guarani

Quando o campeonato foi interrompido, o Guarani ocupava a quarta posição na tabela, com 10 pontos ganhos, em três vitórias, um empate e duas derrotas, e fechava a zona de classificação para a etapa decisiva do torneio.

O Bugre derrotou o Betinense por 1 a 0, o Tupi em Juiz de Fora por 2 a 1, e o Mamoré, em Patos de Minas, por 1 a 0. Perdeu em casa para o Pouso Alegre por 2 a 1, e para o Democrata de Sete Lagoas por 4 a 0, além de empatar sem gols com o Democrata de Governador Valadares no Farião.

Nos cinco jogos que ainda faltam, o alvirrubro enfrenta o Serranense, na Arena do Calçado, em Nova Serrana; o Clube Atlético do Pontal (CAP), no Parque do Sabiá, em Uberlândia; o Athletic, de São João del-Rei, no Farião; o Nacional de Muriaé, em Divinópolis; e fecha sua participação na primeira fase contra o Ipatinga, no Vale do Aço.

Comentários
×