Guarani interrompe treinos no Farião por tempo indeterminado

Jogadores do profissional também são liberados e não têm data para retornar aos trabalhos

José Carlos de Oliveira

Com o Campeonato Mineiro, em seu Módulo II, suspenso pelo menos até o mês início do mês de abril, o Guarani decidiu seguir o exemplo de outros clubes e também interrompeu suas atividades no futebol profissional por tempo indeterminado.

Depois de parar os trabalhos da escolinha de futebol e nas categorias de base no início da crise na saúde, a diretoria do Bugre decidiu ontem suspender também o futebol profissional. Em comunicado feito à tarde, o clube informou que, em decisão conjunta de todos, orientados pelo departamento médico, decidiu-se por paralisar também as atividades da equipe profissional. Desde a tarde de ontem, estariam todos os atletas dispensados dos trabalhos no Farião, por tempo indeterminado, em prevenção à pandemia do Covid-19, que assusta e leva pânico a toda a população brasileira.

Cuidados

A determinação evita a aglomeração de pessoas em torno dos atletas, os contatos físicos e uma possível propagação do vírus. Os jogadores e membros da comissão técnica foram orientados sobre os cuidados pessoais que devem seguir a partir de agora e a importância de se manterem em casa neste período para evitar o contágio e propagação do coronavírus.

O clube esclareceu ainda que espera por novas orientações dos órgãos competentes e também da Federação Mineira de Futebol (FMF), para comunicar quando acontecerá o retorno dos treinamentos.

— Reforçamos a todos os divinopolitanos a necessidade de também se cuidarem, de seguirem as recomendações do Ministério da Saúde e tomarem os devidos cuidados. Isso preservará a saúde pessoal e de sua família, e também contribuirá com o bem estar da nossa cidade, nesse momento de instabilidade de toda a nação brasileira — ressaltou o clube.

Palavra do presidente

Para evitar aglomeração em uma entrevista coletiva no estádio Waldemar Teixeira de Faria, que aconteceria na tarde de ontem, o presidente Vinícius Morais optou por se dirigir aos torcedores e à população em geral por meio de um vídeo, divulgado pelas redes sociais do Bugre.

— Situação que nunca vivenciamos. Estamos tendo que nos adaptar às situações. Temos que olhar em primeiro lugar a saúde, é lógico, e, pelas notícias que todos estamos vendo e assistindo, a recomendação de nosso corpo clínico é de que, apesar de os atletas não estarem no grupo de risco, para não correr qualquer perigo, é preferível parar com as atividades e eles irem todos para casa, e que eles sejam fonte de informação para todos. O momento não é de pensar em questões desportivas, nem pessoais. A preocupação é pensar na saúde pública de nossa cidade, do país e do mundo — declarou o presidente.

Federação Mineira

A informação da Federação Mineira de Futebol é de que, a princípio, os campeonatos do Módulo I e II estão suspensos até o início de abril, mas que a paralisação pode se prolongar ainda mais algum tempo, dependendo de como se desenrolar a situação do coronavírus nos próximos dias.

O presidente, Adriano Aro, esclareceu que, para o meio da próxima semana, já está marcada – provavelmente para a quarta-feira – uma reunião com representantes de clubes para decisão acerca do retorno imediato ou não de todas as competições promovidas pela federação.

 

Comentários
×