Guarani garante que lutará por seus direitos

José Carlos de Oliveira

Diretoria Executiva do Guarani Esporte Clube soltou nota oficial nesta quarta-feira, discordando do posicionamento do Tribunal Pleno do TJD. Na nota, a direção alvirrubra garante que lutará pelo que acha ser um direito do Bugre em instâncias superiores.

Os fatos

Na noite de terça-feira, em julgamento no Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), da Federação Mineira de Futebol (FMF), os auditores votaram por dar razão ao Villa Nova, de Nova Lima, e por 6 votos a 2 anularam a decisão da Quarta Comissão Disciplinar do TJD, que havia decidido por 4 votos a 1 pela perda de 16 pontos e multa de R$ 8 mil ao Leão do Bonfim, e seu consequente rebaixamento ao módulo ll do campeonato mineiro no ano que vem.

A decisão da noite desta terça-feira no Pleno recoloca o Villa Nova na elite e leva o Guarani novamente ao Módulo II para 2020.

A nota do Guarani

Divinópolis, 01 de maio de 2019

Sobre o julgamento ocorrido na noite de ontem (30), em que o Tribunal Pleno do TJD/FMF decidiu, por maioria de votos, absolver o Villa Nova A.C., da indicação ao Art. 214, do CBJD, o Guarani E.C. informa que respeitosamente discorda da decisão e que adotará as medidas jurídicas cabíveis para revertê-la, com o consequente provimento da denúncia.

O clube continuará buscando seus direitos e seguirá manifestando sobre o mérito do processo, por meio de seus advogados.

Atenciosamente,

Diretoria Executiva

Guarani Esporte Clube

Comentários
×