Guarani busca advers√°rio para quarto jogo-treino

José Carlos de Oliveira

De olho na estreia do estadual, dia 8 em Divinópolis, o técnico Wantuil Rodrigues recebeu os jogadores ontem à tarde no Farião, dando início a mais uma semana de preparação para o Campeonato Mineiro. Depois de ganharem o domingo e a manhã de ontem para descanso, a parte da tarde foi de treino físico para todo o grupo.

Na programação preparada pela comissão técnica para esta semana estão previstas atividades diárias para os jogadores. Hoje, os trabalhos acontecem em dois períodos, na quarta-feira, 22, apenas na parte da manhã, quinta-feira, 23, e sexta-feira, 24, em dois períodos, e no sábado, 25, apenas pela manhã. À tarde e manhã do domingo, 27, serão de folga, com um jogo-treino podendo ocorrer na manhã de domingo, mas isso dependerá de a diretoria encontrar um adversário.

Amistoso

O Bugre fez, na manhã de sábado, 18, seu terceiro jogo treino na temporada. O time enfrentou o Cruzeiro na Toca da Raposa II, em preparação das duas equipes para a disputa dos Campeonatos Mineiros Módulos I e II, respectivamente.

O Bugre estreia no estadual no dia 8 de fevereiro, contra o Betim, no estádio Waldemar Teixeira de Faria, enquanto o time celeste faz sua primeira partida no Módulo I amanhã, às 21h30, quando recebe o Boa Esporte, no Mineirão.

Placar magro

Os dois times fizeram um duelo com poucas emoções, com a equipe celeste encontrando enormes dificuldades para furar o esquema defensivo armado pelo técnico Wantuil Rodrigues.

No primeiro tempo, a Raposa criou algumas chances, nos últimos minutos, mas sem chegar ao gol. Numa delas, depois de jogada pela direita, Rodriguinho quase abriu o placar ao bater forte ao receber dentro da área. A bola passou a poucos centímetros do travessão do gol adversário.

O único gol do jogo saiu apenas na segunda etapa, quando o técnico Adilson Batista já havia mudado toda a equipe, colocando em campo os jovens que participaram recentemente da Copa São Paulo de Futebol Júnior, quando foram eliminados pelo Oeste nas oitavas de final, em disputa de pênaltis.

A jogada foi criada pelo lateral direito Weverton, que, pelo meio do campo, jogou bola aérea para Judivan. O atacante cabeceou, a bola bateu no chão e subiu, não dando chances para a defesa de Neto, goleiro do Guarani.

Os times

O técnico Wantuil Rodrigues utilizou na partida o futebol dos seguintes jogadores: Neto (João Pedro); Pedrinho, Ulisses, Guilherme (Vinicius B. Vale) e Erick (Lucas Rodrigues); Marcelo Brandão (Nathan), João Pedro, Djalma (Jonas) e Luan (Pedro Henrique); Paulo Morais (Welligton) e Émerson (Diego).

No Cruzeiro, Adilson Batista usou duas formações. No primeiro tempo, que terminou sem gols, o time esteve em campo com: Fábio; Edilson, Cacá, Leo e Rafael Santos; Edu, Adriano, Maurício e Rodriguinho; Welinton e Vinícius Popó.

Na segunda etapa de jogo, o comandante azul e branco trocou toda a equipe, escalando Rafael; Weverton, Manoel, Arthur e Matheus Pereira; Guilherme Liberato, Jadsom, Alexandre Jesus e Marco Antônio; Caio Rosa e Judivan. Ainda durante o segundo tempo, Adilson Batista substituiu Marco Antônio por Thiago, e Caio Rosa por Thiaguinho.

 

Coment√°rios
×