Guarani anuncia primeiros nomes e valorização da base

Presidente Nivaldo Batista tomou posse ontem e já começou os trabalhos no Farião

José Carlos de Oliveira

O novo presidente do Guarani, Nivaldo Batista já arregaçou as mangas e começou a trabalhar na montagem da comissão técnica e do grupo de jogadores que defenderão o Guarani no complemento do Campeonato Mineiro, em seu Módulo II. O ex-zagueiro, que atuou com a camisa alvirrubra como atleta por muitas temporadas, assumiu o comando da diretoria da equipe ontem à noite. O estadual será retomado no próximo dia 10 de outubro, quando o Bugre enfrenta o Serranense, na Arena do Calçado, em Nova Serrana.

Novo grupo

Com a Federação Mineira de Futebol (FMF) isentando os clubes das taxas de inscrições de novos atletas, e com a dispensa de todos os contratados na gestão de Vinicius Morais, um novo grupo terá que ser montado para o Mineiro.

As novidades no futebol do Guarani para a temporada acontecerão em todos os setores, desde a diretoria, passando pelo comando das categorias de base, pela comissão técnica, até a formação de um novo elenco para o complemento do estadual.

O comandante

No comando técnico da equipe, Wantuil Rodrigues dá lugar a Estevão Cirilo Dantas Neto, nome desconhecido no futebol mineiro, mas com passagem de sucesso por clubes de Goiás e na região Nordeste do país, como jogador e preparador técnico em categorias de base.

Coutinho, como é conhecido, tem 57 anos, nasceu em 1963, em Goiás e tem passagens por vários clubes do futebol brasileiro. Ele começou sua carreira profissional em 1981, como atleta do Atlético Clube Goianiense, sendo artilheiro do Campeonato de Juniores em 1981 e 1982, e convocado para a Seleção Goiana de Juniores em 1982 e 1983. 

Depois atuou no Brasília Esporte Clube, em 1987, sendo campeão e artilheiro do campeonato daquele ano. No ano seguinte, foi jogar no CSA de Alagoas, sagrando-se novamente campeão. Atuou pela Associação Esportiva Catuense, time da Bahia, nos anos de 1991, 1992 e 1993, quando novamente foi artilheiro nas três temporadas. Em 1993, foi contratado pelo Ferroviário (CE), clube que Coutinho escolheu para encerrar a carreira como atleta, sendo novamente campeão em 1993.

Como treinador, começou nas categorias de base do Atlético Goianiense e como auxiliar no profissional. Trabalhou nos anos seguintes em vários clubes da região Centro-Oeste do Brasil: Inhumas (2011), Atlético Ituiutabano (2015), Jaraguá, América-GO e Jaraguá sub-20 (2017), Jaraguá, Raça e Operário (2018), América de Goiás e Novo Horizonte (2019).

Atletas da base

O novo presidente do Guarani ratifica sua posição de valorizar e aprimorar o trabalho feito pela gestão anterior, de valorizar cada vez mais a base, com a efetivação já a partir de agora da categoria sub-20, e a continuação da escolinha e demais categorias.

No grupo que disputará o restante do Módulo II já estão nomes que passaram pela base nos últimos anos, conhecidos da torcida alvirrubra. Mariano (volante), Thiago (volante ou zagueiro), Lucas (volante), Yago (volante ou lateral direito), Vinicius (zagueiro), Júlio (zagueiro), Zé Gabriel (atacante) e Luquinha (meia -ala esquerda) já estão confirmados e farão parte do elenco montado por Coutinho para o Estadual. 

Primeiros reforços

Além dos atletas da base, Araújo confirmou o acerto com alguns jogadores, que chegam a Divinópolis nos próximos dias para assinar contrato e iniciar os trabalhos no Farião. São eles:

Brenet Kelvin Ferreira Grigório (21 anos), natural de Belo Horizonte, meia-atacante, com passagens pelo Cruzeiro, Democrata e América da capital;  

Mathias do Nascimento da Silva (22 anos), natural do Rio de Janeiro, volante e lateral direito – com passagens pelo Bangu (RJ), Duque Caxiense (RJ), Bom Sucesso (RJ) e Jaraguá (GO);

Ivo Jorge Santos Da Costa – Ivo Junior (27 anos), natural do Rio de Janeiro, meia-atacante, que já jogou pelo Flamengo (RJ), Bangu (RJ), Macaé (RJ), Barra da Tijuca (RJ), Fluminense (SC), Koprivinika (Croácia), Shkupi (Macedônia), Trípoli (Líbano), Urso (Mgs) e Heartland FC (Nigéria);

Jorge Pereira Teixeira (23 anos), natural do Rio de Janeiro, zagueiro/volante, com passagens pelo Ceres (RJ), América (RJ), Vasco da Gama (RJ), Barra da Tijuca (RJ), Volta Redonda (RJ), Metalist (Ucr), Santa Cruz (RJ);

Bruno César Rodrigues da Silva (24 anos), natural do Rio de Janeiro, meia-atacante pela direita, que já atuou pelo Friburguense (RJ), Ceres (RJ), Urso (MS), Barra da Tijuca (RJ).

Comentários
×