Grupo Santa Mônica assina intenção de venda; transação ainda não foi fechada

Venda depende ainda do aval da ANS; grupo NotreDame irá deter maioria das ações

Paulo Vitor Souza

O grupo Santa Mônica de assistência hospitalar, que reúne as empresas Hospital Santa Mônica, SaúdeVida, Bioimagem e INCORD assinou intenção de venda junto a outra empresa do ramo, o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI). Segundo o diretor da instituição, a venda ainda não foi concretizada, pois está sujeita a aprovação da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS).

A própria Notre Dame Intermédica Participações repassou à Comissão de Valores Imobiliários a assinatura do termo de intenção de compra do Grupo Santa Mônica. De acordo com o comunicado, caso a transação seja efetuada, a Notredame será detentora, ainda que de forma indireta,  de 89,9% das quotas da SMV Serviços Médicos, 92% das quotas do Hospital e Maternidade Santa Mônica, 75,2% das quotas da Incord, além de 86,1& das quotas do Bioimagem Santa Mônica.

O valor pago na aquisição será o montante de R$233 milhões, considerando também os imóveis da instituição de saúde. 100 milhões serão dados em dinheiro à vista na mesma data do fechamento do negócio, outros 133 milhões serão parcelados em seis vezes iguais anuais, descontando o endividamento líquido constado na data do fechamento. A integração ainda terá sinergias de operação e criação de uma regional da companhia em Minas Gerais.

— Nós acreditamos que o grupo NotreDame dará continuidade e irá fortalecer o projeto de cuidar da saúde da população de Divinópolis e região —  pontuou o diretor do Hospital Santa Mônica, Bruno Amaral.

História 

O Hospital e Maternidade Santa Mônica foi fundado por um grupo de médicos em 1993. A Operadora SaúdeVida entrou em atividade no mesmo ano,  contando atualmente com uma carteira de 41 mil clientes em Divinópolis e região. Com a criação da BioImagem e Incord, o Grupo consolidou-se como uma estrutura hospitalar de alta complexidade, referência para todo o Centro-Oeste Mineiro. 

Comentários
×