Greve dos caminhoneiros faz Correios suspenderem envio de Sedex

Da Redação

A paralisação dos caminhoneiros em mais de 20 estados atinge até as postagens nos Correios. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos suspendeu temporariamente as postagens das encomendas com dia e hora marcados (Sedex 10, 12 e Hoje). Em comunicado, os Correios informaram que a paralisação também tem gerado "forte impacto" e atrasos nas operações da empresa em todo o país.

— Tendo em vista comprometer a distribuição, também haverá o acréscimo de dias no prazo de entrega dos serviços Sedex e PAC [entrega não expressa], bem como das correspondências enquanto perdurarem os efeitos desta greve — diz o texto.

No mesmo documento, os Correios informam que “toda a logística brasileira” sofre prejuízos em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, iniciada segunda-feira, 21.

A operação dos Correios envolve mais de 25 mil veículos, 1,5 mil linhas terrestres e 11 linhas aéreas de norte a sul do país. A empresa entrega mensalmente cerca de meio bilhão de objetos postais, dentre eles 25 milhões de encomendas.

— Os Correios estão acompanhando os índices operacionais de qualidade de toda essa cadeia logística e, tão logo a situação do tráfego nas rodovias retorne à normalidade, a empresa reforçará os processos operacionais para minimizar os impactos à população — acrescenta a nota.

Caminhoneiros voltaram a bloquear rodovias pelo país nesta terça-feira, 23, pelo terceiro dia seguido, contra o aumento no preço dos combustíveis.

Com informações da Agência Brasil

Comentários
×