Governador aumenta R$ 100 na parcela do 13º salário

 

Da Redação

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), elevou em R$ 100 o valor da parcela do 13º salário dos servidores. O benefício foi dividido em 11 parcelas, e é pago todo dia útil após o dia 20. O valor de parte do 13º aumentou após o Executivo Estadual quitar o benefício dos servidores da segurança pública. Além de pagar o 13º da categoria, Zema antecipou a parcela, depois de um protesto na Cidade Administrativa, e ameaça de novos atos.

No fim de fevereiro, logo após o governo anunciar a escala de 11 parcelas que incluía policiais, bombeiros e outros, os servidores da segurança fecharam a MG-10 e queimaram um caixão na sede do governo. 

Após uma intensa negociação com a categoria, o Governo de Minas cedeu e marcou a quitação do benefício para maio. De acordo com o Executivo, quase a metade da folha extra de R$ 2,3 bilhões, que deixou de ser paga pelo ex-governador Fernando Pimentel (PT), foi paga. Ainda segundo a gestão estadual, apesar disso, não há previsão para a antecipação de parcelas de outras categorias.

— O cronograma será mantido, considerando-se o cenário atual de déficit nas contas públicas. A nova administração herdou um rombo de R$ 34,5 bilhões nas contas — argumentou em nota a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF).

Tabela

Segundo a Secretaria, com o pagamento das parcelas de maio, o governo já quitou R$ 1,014 bilhão em valor líquido. Faltam ainda R$ 1,293 bilhão para concluir os depósitos das demais categorias como educação, saúde e áreas administrativas.

De acordo com a tabela de pagamento do 13º do Governo do Estado, em maio e junho, o valor sobe para R$ 400, passando em julho para R$ 500 e agosto para R$ 600. Em setembro o pagamento será de R$ 800, em outubro de R$ 1,5 mil e em novembro de R$ 3 mil. Quem tem salários mais altos receberá o que ficar faltando em dezembro.

Comentários
×