GESTÃO CRIATIVA

O mercado de moda muda de roupagem e quem vive da moda se transmuda. O ditado parece óbvio, mas o esforço das marcas para se adaptarem aos tempos de e-commerce e disputa de preços com grupos poderosos (daqui e de outros países) acaba refletindo no estilo.

Nos recentes lançamentos em pronta-entrega para o verão 2020 (realizados, principalmente, na praça de Beagá), a oferta de linhas mais simples (leia-se mais comerciais) foi a tônica – obviamente com os preços das peças também descendo bastante em relação a outros tempos.  E o objetivo é justamente esse: diminuir custos.

O refrão atual repete o que já estamos falando aqui há tempos, que ‘moda é gestão’. Traduzindo: a criação está subordinada à gestão, procurando ganhar nos custos. Os resultados foram além do esperado. As blusas se multiplicaram para formar vários ‘looks’ com apenas uma calça ou uma saia, assim como bermudas, sais, pantacours & afins também ganharam espaços para jogar com as blusas – sem contar os recortes, babados e a estampas localizadas salvadoras. A moda se renova e segue em frente.

 

VAIVÉM

 

  • Começa no dia 20, em Beagá, a versão mineira da ‘Morar mais por menos’, mostra de decoração com propostas de custos baixos e altamente criativos para sua casa. Comandada por Josette Davis, vai até o mês de setembro.

 

  • O BH-à-Porter, que reúne quase cem confecções mineiras com os lançamentos finais do verão 2020, acontece entre os dias 16 e 27 de setembro. Cada uma das marcas inscritas apresenta suas propostas aos lojistas em seus próprios showrooms. Vale a pena conferir.

 

PONTO FINAL.

 

A temporada internacional de moda (casual) começa no início de setembro, agitando o chamado ‘cinturão fashion’, que começa em Nova Iorque, passa por Londres, vai a Milão e é encerrado em Paris. Em tempos de globalização, o que acontece na moda lá chega rapidinho por aqui. As redes sociais que o digam.

 

Comentários
×