Geraldinho da Saúde assume a UPA de Divinópolis hoje

Ricardo Welbert 

José Geraldo Pereira, de 53 anos, mais conhecido como Geraldinho da Saúde, assume hoje a superintendência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Divinópolis. Durante a manhã ele assina a saída temporária da secretaria de Saúde de Formiga. À tarde, chega à UPA para substituir José Orlando Fernandes Reis, conforme o Agora antecipou.

Geraldinho afirma que pretende atuar na transição da atual gestão compartilhada entre Prefeitura de Divinópolis e Santa Casa de Formiga para uma gestão única, pelo Município.

— A UPA enfrenta problemas graves, que geraram a recente redução nos atendimentos por falta de pagamentos dos médicos e ainda ameaçam o pleno atendimento à população. Diante disso, como fui convidado pela Santa Casa de Formiga e incentivado pelo Ministério Público de Minas Gerais a assumir a superintendência, vou me afastar temporariamente da Secretaria de Saúde para intermediar a transição, com foco em claro e amplo diálogo com a promotoria e a Prefeitura — explica.

Vereador em Divinópolis de 2009 a 2012, Geraldinho repetiu que não possui qualquer intenção política.

— Não sou e nem pretendo voltar a ser agente político. Meu foco é cumprir bem a minha missão na transição da gestão da UPA, que, creio eu, deverá ocorrer em uns seis meses. Depois, quero voltar para meu cargo de secretário de Saúde em Formiga, onde o prefeito [Eugênio Vilela, do PP] já me disse que me quer de volta, pois felizmente minha gestão tem dado certo — acrescentou.

Ele recebeu a proposta no começo de novembro. A posse ocorrerá bem antes do que Geraldinho previu na entrevista publicada em 11 de novembro, na qual afirmou que a troca de função deveria ocorrer em ao menos 50 dias.

Crise 

A UPA tem aparecido nos noticiários como um hospital improvisado, com pacientes amontoados em leitos nos corredores, internados em leis sem as condições adequadas enquanto aguardam vagas em hospitais.

— A UPA é para urgência e emergência e virou um grande ambulatório. Se a Santa Casa de Formiga não participa no controle dessa situação, tudo fica solto e bagunçado. Por isso sei que precisarei acompanhar de perto essa questão. Não pode haver pacientes internados com risco de amputação de membros, dentre outras coisas — diz o novo superintendente.

Um dos aspectos que os vereadores de Divinópolis mais cobram da atual superintendência da UPA é transparência na gestão dos recursos investidos pelo Município. Geraldinho prega isso como algo necessário e natural.

— Questões relacionadas a multas rescisórias, por exemplo, ficam com o setor jurídico. Mas estaremos à disposição para fornecer as informações que os vereadores quiserem — acrescenta.

 

 

 

 

Comentários
×