Gasolina, diesel e gás de cozinha sobem de novo

Desde o início do ano, preço da gasolina teve alta de 33%

Da Redação 

A semana começou pesando no bolso dos consumidores. E, mais uma vez, os aumentos foram nos combustíveis ‒ alta que atinge a todos, sem exceção, pois, com a alta também do diesel, os acréscimos vêm em efeito dominó nos mais variados itens, principalmente na cadeia alimentar, em virtude do aumento dos fretes. Se não bastassem esses dois reajustes, o gás de cozinha também voltou a subir, com elevação de 5,9% nas refinarias.

Em Divinópolis, o valor médio da gasolina, já contabilizando o aumento, está na casa dos R$ 5,94, e o diesel em R$ 4,88.

— Eu estou vendendo e comprando já com os devidos reajustes. O aumento real na bomba, direto ao consumidor final, da gasolina foi de R$ 0,15 centavos e no diesel de R$ 0,10. Com o oitavo reajuste do ano, a gasolina acumula uma alta de 33% — afirmou o proprietário de rede de postos de combustíveis, com um total de 30 na região Centro-Oeste, Adriano Jesus dos Santos.

Gás

Nos estabelecimentos de Divinópolis, o gás de cozinha custa em média R$ 88 para pegar no local e R$ 98 no caminhão. E, como o mercado é de livre concorrência, o que mais vale nessa hora é a pesquisa de preços para saber onde comprar e economizar mais. 

— Paguei na última compra, para entrega, o valor de R$ 96. Nesta semana, ainda não peguei, mas já me avisaram que ainda não iriam embutir o aumento, esperando orientações da distribuidora. Mas, mesmo sendo um cliente fidelizado, faço minhas pesquisas de preços, pois neste mercado, nos dias de hoje, qualquer economia é sempre bem-vinda — analisou o gerente de um estabelecimento gastronômico, Paulo Santos

Já para a atendente Nara Costa, a nova tabela de preços deve entrar em vigor nos próximos dias.

— O aumento deve ser repassado ao consumidor final nos próximos dias, pois aguardamos instruções, já que somos apenas revendedores — disse.  

Aumentos

Os novos parâmetros de preços se devem a uma disparada no valor do barril de petróleo no mercado internacional. Com isso, a Petrobras anunciou, na última terça-feira, 6, o reajuste nos custos da gasolina, diesel e do gás de cozinha, que passam por aumento de 6,3%, 3,7% e 5,9%, respectivamente, nas refinarias.

Foto/Divulgação

Abastecer com agasolina ficou mais caro 6,3%

Comentários
×