Gasolina aumentou 35% com reajustes diários da Petrobrás

Pablo Santos 

O preço da gasolina em Divinópolis já bate a casa dos R$ 5,09 e, para alguns postos, está na promoção o litro do combustível. Desde julho do ano passado, início da política de reajustes promovidos pela Petrobras, o litro da gasolina saltou 35% nos posto de combustível da cidade. Somente nas últimas quatro semanas o valor aumentou 5%.

Conforme os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Bicombustíveis (ANP), a média de preços do litro de gasolina até dia 22 estava em R$ 4,97.

No menor preço é cotado a R$ 4,84 e, no maior chega a R$ 5,09, de acordo com os dados da ANP.

Há 14 meses, o litro da gasolina na cidade estava cotado em média a R$ 3,69. Comparado com o valor atual, o litro do combustível aumentou 35%.

No intervalo das últimas quatro semanas na cidade, o litro da gasolina teve reajuste de 5%. Em 1º de setembro, o litro médio estava cotado a R$ 4,72, conforme o levantamento da ANP.

2017 

Em julho de 2017, a mudança na política de preços dos combustíveis passou a ser adotada pela Petrobras. Desde então, os preços da gasolina e do diesel estão sendo alterados, às vezes, de um dia para o outro. A estatal afirma que a ideia é repassar com maior frequência as flutuações do câmbio, do petróleo e, com isso, permitir maior aderência dos preços do mercado doméstico ao mercado internacional no curto prazo, dando condições de competir de maneira mais ágil e eficiente.

A Petrobras anunciou a terceira alteração na sua política de reajuste do preço da gasolina desde que passou a acompanhar o mercado internacional, em outubro de 2016.

O valor do litro na refinaria poderá ficar congelado por até 15 dias, em vez de sofrer alterações diárias, como acontecia desde julho do ano passado. Para evitar prejuízos, a empresa vai recorrer a instrumentos financeiros de proteção — a compra de derivativos de gasolina na Bolsa de Nova York e o hedge cambial no Brasil.

Comentários
×