G√°s de cozinha tem novo aumento

√Č o quarto ano; pre√ßo do botij√£o em Divin√≥polis √© em m√©dia R$ 82

Da Redação 

Enquanto fieis católicos arrumavam um forma de rezar e acompanhar as celebrações da Sexta – feira Santa, a Petrobras anunciava mais um aumento, de 5%, no preço médio de venda do botijão de gás de 13kg (GLP), para as distribuidoras. Este é o quarto aumento do ano, o último reajuste realizado pela estatal foi no início de março. Com a elevação no preço, o botijão de 13 kg vai sair das refinarias custando R$ 41,68. O aumento, segundo a estatal, é em decorrência da cotação internacional do petróleo.  

Preço

Em Divinópolis, o botijão é vendido, em média, a R$ 82,71, para retirada no local do ponto de venda. Já direto do caminhão, o valor do botijão de 13 kg pode custar até R$ 93, pois algumas revendas já reajustaram seus preços. 

— A pesquisa ainda é a nossa grande arma. Quando foquei sabendo do aumento fiz algumas cotações de preços. Achei até de R$ 80 para ser comprado na portaria do estabelecimento. Nós que trabalhamos no ramo alimentício temos que ficar ainda mais atentos, pois o gasto está ficando alto e procuramos não repassar em sua totalidade qualquer aumento na cadeia produtiva da alimentação — avaliou o empresário Rolando Meneses.

Mercado livre

Falando em pesquisa, a reportagem ligou para algumas revendas para saber como estão os preços e as vendas. 

— Vou repassar o aumento somente nesta quarta – feira. Hoje ainda estou trabalhando com o preço de R$ 83 para retirada na loja e R$ 86 na entrega — disse o revendedor Wanderlei Lima.

Em outra distribuidora, o responsável diz que aguarda um comunicado da matriz para ver qual estratégia seguir, pois o mercado é livre e o que vale é a concorrência.

— A cada aumento temos que esperar a matriz nos posicionar de como vamos atuar. Mas mesmo assim sempre demoramos alguns dias para repassar os aumentos — disse a funcionária Alice Maria Silva.

 

Coment√°rios
×