Galileu propõe executar projeto de acesso à Cruz de Todos os Povos se Estado quitar dívida

 

Da Redação 

O prefeito de Divinópolis, Galileu Machado (MDB), confirmou nesta sexta-feira, 17, em Belo Horizonte, ao vice-governador, Paulo Brant, que o Município ficaria responsável pelo projeto de construção do acesso à Cruz de Todos os Povos. A construção está condicionada ao repasse de R$ 116 milhões que o Estado deixou de enviar aos cofres da Prefeitura.

O prefeito fez a proposta em um encontro para apresentar o andamento do projeto da Cruz. 

— Fiz questão de dizer no momento: se o governo do Estado passar os R$ 116 milhões que deve ao Município, a Prefeitura se encarregaria de realizar o projeto de implantação da rodovia — afirmou o prefeito. O Governo de Minas Gerais deixou de repassar os valores em 2017 e 2018, recursos do IPVA e ICMS, e o valor atualizado está em R$ 116 milhões.

A Cruz de Todos os Povos é uma das maiores do mundo, de acordo com a Diocese de Divinópolis. A primeira cruz deste tipo está no Líbano e foi inaugurada em julho de 2010. A segunda, no México, foi entregue em dezembro de 2012. A cruz é construída em um terreno de 10 mil metros quadrados e terá uma estrutura de 73,8 metros de altura, sendo toda iluminada.

Participaram do encontro em Belo Horizonte o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Nogueira, e o assessor especial de governo, José Alonso Dias.

Também participaram da reunião a Associação Terra de Deus, que coordena o projeto na cidade, o deputado federal Domingos Sávio, e o ex-deputado Jaime Martins.

 

Comentários
×