Galileu participa de encontro de prefeitos em Belo Horizonte para tratar do Fundo Extraordinário

Da Redação

O prefeito de Divinópolis, Galileu Machado, participou em Belo Horizonte, na última terça-feira, 11, de uma assembleia geral de Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams). O encontro, aconteceu  no auditório do CREA/MG, em frente à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), trata do posicionamento dos prefeitos sobre a votação em segundo turno do Fundo Extraordinário do Estado.

Os prefeitos temem a dificuldade de regularizar repasses atrasados, o que ampliaria a crise provocada pelo governo do Estado.

—  A nossa preocupação é que as dívidas com os municípios, inclusive repasses constitucionais referentes ao ICMS e ao IPVA, poderiam ficar atreladas a um fundo sem garantia de recursos ou ficar na fila, enquanto outras pendências seriam quitadas com recursos extraordinários”, resumiu o Galileu Machado, ao chegar à Assembleia da AMM. “Defendemos que deveria existir uma expectativa de crédito específica para os municípios, uma vinculação formal” —, ressaltou o prefeito de Divinópolis.

Galileu Machado também aderiu à campanha dos prefeitos mineiros que pedem o adiamento do pagamento do IPVA para janeiro de 2019.

—  Muitas pessoas aproveitam o fim de ano para adiantar esse pagamento. O nosso temor é que o dinheiro seja creditado, e o governo estadual não faça o repasse da parte devida aos municípios. Temos certeza que o novo governador não compactuará com esse calote. Assim, se o contribuinte deixar para pagar o IPVA em janeiro, Divinópolis receberá a parte que lhe é devida —, finalizou.

Comentários
×