Galileu evita se posicionar sobre apoios nas eleições

Ricardo Welbert 

Com um pré-candidato a governador e dois pré-candidatos a deputado federal por Divinópolis, o prefeito Galileu Machado (PMDB) ainda evita dizer quem pretende apoiar. Procurado ontem pelo Agora, ele não quis falar sobre o cenário atual e nem teorizar sobre nomes que acredita que serão eleitos.

Em novembro último, o PSD decidiu que o deputado federal Jaime Martins vai participar da corrida eleitoral como pré-candidato a governador. Isso ocorreu após alguns deputados e prefeitos da legenda reunirem-se e pedirem que ele se colocasse à disposição para disputar o cargo.

O deputado confirmou ter aceitado. Conforme o Agora apurou, articulações com outras legendas têm ocorrido e Jaime tem participado ativamente desse processo.

Já o deputado federal Domingos Sávio, em entrevista ao Agora, declarou que, embora tenha seu nome citado por colegas do próprio partido e prefeitos que o apoiam como possível candidato a governador ou a senador, ele sente ainda não é o momento para tanto.

— Porque agora a minha missão é unir a oposição contra o atual governo do Estado [Fernando Pimentel (PT)] para ganharmos a eleição. Se eu me coloco como pré-candidato, dificulto essa capacidade de ser um articulador dessa aliança. Então, eu me candidatarei a deputado federal, mas trabalhando para fazer uma aliança — comentou.

Já o deputado estadual Fabiano Tolentino (PPS) tem conversado com lideranças em vários municípios mineiros. Ele já anunciou ser pré-candidato a deputado federal em 2018. Por isso, busca fortalecer a base de apoio.

Durante um recente evento em Perdigão ele foi perguntado se seria difícil concorrer com Jaime e Domingos se eles quisessem se candidatar à reeleição. Tolentino disse que não veria dificuldade nisso e se mostrou confiante.

 

Comentários
×