Frio de bater queixo deve acabar hoje

Ricardo Welbert 

Divinópolis registrou ontem algumas das mais baixas temperaturas do ano. Durante parte da madrugada, os termômetros chegaram a marcar três graus. No começo da manhã, o clima seguiu gelado até por volta das 12h.

Pelas ruas, nas empresas e no comércio, o forte frio foi um dos principais assuntos. Muita gente saiu de casa bastante empacotada, com casacos e acessórios (como luvas, toucas e cachecóis) que estavam no armário. Quem não se preveniu, passou frio ou resolveu o problema comprando toucas, gorros e outras roupas próprias para as baixas temperaturas.

De acordo com a coordenação do 5º distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em Belo Horizonte, a explicação para tanto frio é bem simples.

— Uma forte massa de ar polar está passando sobre o Brasil, afetando principalmente o espaço compreendido da região Sul ao Centro-Oeste — explica. 

Essa intensa camada de ar gerado enfraquece a absorção da radiação solar, gerando a intensa sensação de rio. Porém, parece que o pior (ou melhor, no caso de quem gosta) já passou.

— O ápice dessa frente fria foi o registrado nesta madrugada. Nesta terça-feira, 22, deverá fazer frio. Porém, menos do que o registrado na madrugada anterior — garante o Inmet.

A previsão para hoje é de céu claro a parcialmente nublado, com névoa seca. Durante a madrugada, os termômetros deverão registrar de 5 a 7 graus. Já durante a tarde, a variação deverá ocorrer entre 24 e 26 graus. Isso se deve ao fato de que a citada massa de ar polar está, pouco a pouco, deixando a região.

 

Comentários
×