Fred marca de pênalti e Cruzeiro conquista o Bi do Mineiro

José Carlos de Oliveira

O Cruzeiro é bicampeão Mineiro de 2019. Na tarde deste sábado, o time celeste empatou com o Atlético em 1 tento a 1, na segunda e decisiva partida da final do Módulo I. O jogo foi disputado na Arena Independência.

Os gols da partida foram marcados por Elias, de cabeça, para o Atlético, aos 29 minutos do primeiro tempo; e Fred, em cobrança de pênalti, para o Cruzeiro, aos 34 minutos da segunda etapa.

Campeão invicto  

Como levou a melhor no duelo de ida, no domingo passado, no Mineirão, vencendo por 2 a 1, o empate deste sábado deu o título ao Cruzeiro. Na campanha vitória do estadual 2019, a Raposa fez 16 partidas, vencendo 11 jogos e empatando 5, com 36 gols marcados e apenas 9 sofridos, com um saldo de 27 gols.

Este é o 38º título do Campeonato Mineiro do Cruzeiro, e a décima vez que o clube estrelado é campeão invicto. Em 24 decisões de campeonato mineiro entre os dois rivais, este é a décima quinta conquista do time estrelado.

VAR decisivo

O lance que definiu o jogo e o título estadual a favor do Cruzeiro foi definido numa intervenção do árbitro de vídeo (VAR), que viu pênalti em lance de Leonardo Silva na área, com o zagueiro tocando a bola com a mão, quando o árbitro paulista Leandro Bizzio Marinho havia marcado apenas escanteio. Fred foi para a cobrança deslocou o goleiro Victor e marcou o gol do empate e do título celeste.

Detalhes da Partida

Jogo: Atlético 1 x 1 Cruzeiro

Motivo: Jogo de volta da decisão do Campeonato Mineiro 2019, Módulo I

Data: 20/04/2019 (sábado)

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho-RS - Público: 21.862 presentes - Renda: R$ 1.208.669,00

Gols: Elias, aos 29 min do primeiro tempo para o Atlético; Fred, aos 34 min da segunda etapa para o Cruzeiro

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Dodô; Henrique, Lucas Romero (Thiago Neves), Robinho, Marquinhos Gabriel (Pedro Rocha) e Rodriguinho (Lucas Silva); Fred. Técnico: Mano Menezes

Atlético: Victor; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Alerrandro), Elias, Geuvânio (Maicon) e Chará; Luan (Vinícius) e Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana

Cartões amarelos: Geuvânio, Luan, Ricardo Oliveira e Victor (Atlético); Edilson, Fábio, Fred e Thiago Neves (Cruzeiro)

Coment√°rios
×