Frase sobre animais foi ‘mal dita’, diz vereador

 

Pollyanna Martins

O vereador Ademir Silva (PSD) se desculpou na reunião ordinária de ontem pela frase “mal dita” sobre o sacrifício de animais de rua no dia 8 de março. Representantes de Organizações Não Governamentais (ONG’s) foram ao Poder Legislativo para protestar contra o vereador, mas tudo foi resolvido nos bastidores.

Durante a reunião, o parlamentar se reuniu no plenarinho com a vereadora Janete Aparecida (PSD) e algumas responsáveis pelas ONG’s. Logo após, Ademir iniciou o seu pronunciamento dizendo que não iria discursar, mas decidiu fazê-lo, pois devia desculpas por suas palavras no dia 8 de março. O vereador disse que, em sua fala, teve duas infelicidades: a primeira sobre os animais de rua e, por último, sobre o sacrifício destes animais.

Ademir garantiu não ter inventado o fato e garantiu não ter escutado e “espalhado”. O vereador afirmou ter ouvido a informação de “alguém”, porém não revelou quem seria a pessoa. O parlamentar reforçou não querer o sacrifício dos animais de rua e que, em seu discurso da última quinta-feira, quis alertar os seus amigos para cuidar de seus animais de grande porte e não deixá-los soltos nas ruas da cidade.

— Tem até um samba enredo que fala “quem não se comunica se trumbica” e, na quinta-feira, eu me trumbiquei. Infelizmente, por causa de umas palavras mal ditas, hoje nós estamos aqui tendo de nos retratar.

As ativistas escutaram atentamente o discurso de Ademir, que enalteceu também o trabalho que as representantes das ONG’s prestam em Divinópolis. O vereador se desculpou ainda com a Prefeitura de Formiga, pela interpretação errada feita em sua fala. Ademir alegou que a ideia do prefeito de Divinópolis, Galileu Machado (MDB), é fazer uma parceria com o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER) para levar os animais para Formiga.

— Por que a cidade de Formiga? Por que o DEER tem um curral em Formiga. Hoje, quando um animal é preso na MG-050, ele é levado para Formiga. A intenção do prefeito Galileu era renovar o contrato com a Nascentes das Gerais para levar esses animais para o curral do DEER – explica.

O parlamentar finalizou o seu discurso garantindo às ativistas que ganharam um parceiro na causa, não por ter errado em sua fala e estar se desculpando, mas pelo fato de a causa ser nobre.

— Vocês lutam com dificuldade. A gente vê aí vocês pedindo, correndo atrás de ração, correndo atrás de projetos. Então, o vereador está aqui à disposição para que a gente possa fazer deste nosso deslize da nossa fala uma parceria e resolvermos esse problema que tanto aflige a nossa cidade – conclui.

Caso

Na reunião ordinária da última quinta-feira, o parlamentar disse em seu discurso que Divinópolis tem muitos animais soltos pelas ruas da cidade e que o prefeito havia garantido a ele que um caminhão iria coletar esses animais. Afirmou, inclusive, que o veículo estaria “pronto”.

 — Já foi reforçado e em alguns dias vai começar a operação “Pega Animal”. Você que é dono de animal que fica causando transtornos na nossa cidade, cuide bem dele, porque senão daqui a uns dias ele será pego e levado ao Icaraí. Se em sete dias você não resgatá-lo, ele vai lá para Formiga. Se [o dono] não for a Formiga, infelizmente ele [o animal] vai tomar outro rumo, que é o do sacrifício. Quem tem animais e gosta deles precisa fechá-los em lugar adequado. Nas ruas, além de causar acidentes, estão emporcalhando a nossa cidade.

Logo após a repercussão da sua fala, Ademir emitiu uma nota de esclarecimento. Nela, o vereador afirma que se referia a animais de grande porte (cavalos, vacas, bois), que, soltos em vias públicas, podem causar acidentes e colocar em riscos a vida da população.

– Hora nenhuma, foram citados cães e gatos. Esclarecemos que, em nova conversa com a administração, foram relatados equívocos na informação que nos foi passada. O procedimento será reativado para animais de grande porte da seguinte forma: o animal será apreendido, levado para o Horto Florestal em local adequado, com água, comida etc. – explica.

 

Comentários
×