Formiga tem a gasolina mais cara da região

Jorge Guimarães  

A Petrobras anunciou queda de 0,93% no preço da gasolina nas refinarias para esta sexta-feira, 12. Mas, as quedas de preços quase sempre não chegam às bombas, visto o sobe e desce de valores praticados pela estatal. Assim, o consumidor divinopolitano vê aos poucos o litro do combustível subir, e já ultrapassar os R$ 5. Para fazer uma amostragem dos preços praticados na cidade, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) realizou mais uma pesquisa em dez estabelecimentos, entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro. 

Preços praticados 

A partir dos dados levantados, o preço médio da gasolina em Divinópolis foi de R$ 4,99, sendo o preço mínimo encontrado na casa dos R$ 4,87, e o máximo já batendo a casa dos R$ 5,19. Já o etanol continua como a alternativa certa para o consumidor que tem carro flex. O preço médio ficou em R$ 3,10, o mínimo em R$ 2,99 e o máximo em R$ 3,19.      

Na última semana de setembro, o preço médio registrado da gasolina foi de R$ 4,97, contra os R$ 4,99 da primeira semana de outubro, o que representa uma alta de 0,40%. Os números demonstram que, em breve, o combustível não vai ser mais visto abaixo dos R$ 5, o que já é caracterizado em algumas cidades da região.  

Região  

Em Bom Despacho, o preço médio ficou em R$ 4,94, em Formiga R$ 5,15 e, o máximo, R$ 5,19. Em Itaúna, o preço médio é de R$ 4,87, e em Pará de Minas, R$ 5,12 e, o máximo, R$ 5,24.  

Em um parâmetro geral, a cidade de Formiga é a que tem o maior preço na gasolina, seguida de perto por Pará de Minas.

Comentários
×