Forças de segurança e fazendárias confirmam retirada dos ambulantes do Camelódromo

Da Redação 

Representantes das forças de segurança e fazendárias se reuniram nesta sexta-feira, 8, no Centro Administrativo da Prefeitura de Divinópolis para apoiar e ratificar a decisão já anunciada pelo Município, que tem como base uma cobrança do Ministério Público de Minas. 

De acordo com a Prefeitura, durante o encontro, foi confirmada a informação segundo a qual, além da prática de ilícitos fiscais, o Camelódromo abriga outras práticas delituosas, dentre elas o comércio de medicamentos abortivos e até mesmo de armas. 

A retirada dos ambulantes atende, ainda, aos propósitos da lei de mobilidade urbana, recentemente aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito de Divinópolis, Galileu Machado (MDB). 

— Neste sentido, a ideia é ampliar o espaço ocupado pelo Centro de Comércio Popular, revitalizando o local e priorizando o tráfego de pedestres — informou a Administração. 

A programação estabelecida para a liberação do local continua mantida para 1º de dezembro. Alguns ocupantes das barracas já anunciaram, inclusive, o acerto com centros de comércio existentes nas proximidades, sinalizando a desocupação voluntária da área. Hoje, nenhum dos ambulantes possui qualquer tipo de autorização administrativa para permanência no local.

Comentários
×