Força-tarefa fecha clínica de recuperação com oito internos em Divinópolis

 

Da Redação 

A força-tarefa liderada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) encerrou na manhã desta quinta-feira, 8, os trabalhos de uma comunidade terapêutica com oito internos no bairro São Caetano, em Divinópolis.

Conforme o relatório da Diretoria em Saúde, a clínica de recuperação não ofereceu condições sanitárias apresentando desorganização e sujeira, estrutura física inadequada, além de desorganização nos medicamentos dos internos.

— O local já foi infracionado mais de uma vez e continua não atendendo às solicitações sanitárias, mesmo com as orientações — explicou a diretora em Saúde, Janice Soares.

A vigilância faz um laudo em que concede um prazo de sete dias para a regularização da situação. Após o vencimento do prazo, um fiscal do setor retorna ao local para fazer acompanhamento. Em caso de não cumprimento da solicitação, a Vigilância lavra e envia uma infração de descumprimento para a Polícia Civil.

Os fiscais orientam a comunidade a entrar em contato com os familiares para buscar ou transferir os internos para outro local.

— Nós orientamos a clínica a entrar em contato com a família para que decidam qual a melhor forma para os internos — ressaltou.

Em agosto de 2017, foi iniciada a força-tarefa para fiscalizar as clínicas de recuperação e verificar as condições de atendimento. Ao todo já foram vistoriadas 14 comunidades terapêuticas. Apenas duas receberam a liberação para continuar com o trabalho, e cinco possuem alvará sanitário atualmente.

Comentários
×