Força-tarefa busca acabar com quadrilhas especializadas em explosão de caixas

Rafael Camargos

Uma prática criminosa que tem se tornado cada vez mais comum nas cidades do interior, a explosão a caixas eletrônicos, se depender do empenho das autoridades de segurança da região, está com dias contados. Nas últimas semanas, três agências bancárias tiveram seus equipamentos danificados e suas estruturas destruídas por conta da ação de quadrilhas especializadas. Porém, uma força-tarefa que tem à frente os comandos regionais da Polícia Militar e Civil vai trabalhar exclusivamente no combate a este crime.

O lançamento será hoje, na sede do 7º Departamento da Polícia Civil, sob a gerência do comandante da 7ª Região da Polícia Militar, coronel Helbert William Carvalhaes e o chefe do 7° Departamento da PC, delegado Ivan José Lopes.

Histórico

 Nas últimas semanas, Pitangui, São Francisco de Paula e Formiga foram alvo dos bandidos.

Em Formiga, última cidade a ser atingida, os criminosos agiram por volta das 04h38.
A Polícia Militar foi informada que vários homens, em dois automóveis, um Ford Fiesta e um GM Onix, estariam na região central da cidade, próximo aos bancos, efetuando dezenas de disparos de armas de fogo. Momento em que os criminosos já haviam explodido os caixas eletrônicos. 

Ainda conforme o registro, as equipes policiais, que estavam num rastreamento a ladrões que cometeram um roubo em Iguatama, foram para o local de forma estratégica, mas quando chegaram, a quadrilha  já havia fugido. 

Destruída 
Com a explosão, as portas frontais e área interna do banco foram destruídas. Testemunhas disseram que entre os criminosos estava uma mulher. Ainda conforme as testemunhas, foram usados dois carros Ford Fusion, uma moto e uma caminhonete.  

Foram recolhidas munições deflagradas de fuzil e de calibre 9 milímetros. A perícia técnica foi acionada e realizou os trabalhos de praxe.  

 

 

Comentários
×