Fiscais ganham reforço no combate a comércio ilegal no Centro de Divinópolis



Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis anunciou na tarde desta segunda-feira, 27, que intensificou o combate aos vendedores ambulantes que atuam de forma irregular na região central.  Dois fiscais de postura, dois agentes de trânsito e dois policiais militares participam de uma ação que verifica a existência de alvará e retira produtos e gêneros alimentícios das calçadas. Quem não possui o documento tem as mercadorias apreendidas.

Ainda segundo o governo, só na última semana foram feitas operações na terça, quinta e sexta-feira e também sábado. Houve quatro apreensões.

Após 60 dias, se o proprietário não buscar os materiais e pagar uma taxa, os produtos não perecíveis serão doados a instituições filantrópicas. Em caso de alimentos, a Vigilância Sanitária expede um parecer técnico e os materiais são descartados no aterro sanitário.

De acordo com o diretor de Meio Ambiente, Nilton Teodoro, a operação é realizada em dias e horários alternados. Ele afirma que a Prefeitura não é contra os trabalhadores, mas além de praticarem comércio irregular, ainda ocupam a calçada, prejudicando o fluxo de pedestres e infringindo lei municipal.

— Nós queremos que eles busquem a regularidade. É preciso ter alvará, agir de acordo com as leis. Os ambulantes ocupam os passeios e ainda praticam o comércio desleal, com preços muito inferiores aos lojistas que estão regulares — argumenta.

Ainda segundo Nilton, os consumidores precisam ajudar no combate aos vendedores irregulares.

— Nós pedimos o apoio da população no sentido de entender que os ambulantes estão irregulares e muitas vezes vendem produtos sem nota fiscal, sem garantia, praticando preços desleais e prejudicando o comércio legal — finaliza.

Comentários
×