Fiscais de postura realizam ações de prevenção e enfrentamento à covid-19 em Divinópolis

Da Redação 

 

A Secretaria Municipal De Meio Ambiente e Políticas De Mobilidade Urbana (Seplam), por meio do Setor de Fiscalização de Posturas está fazendo um trabalho de prevenção e fiscalização em apoio à Vigilância Sanitária. Os fiscais percorrem, diariamente, a área central da cidade orientando funcionários e proprietários de estabelecimentos comerciais. Na visita, é entregue um documento que consta todas as indicações conforme a última deliberação, que diz respeito às condições de funcionamento em razão da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Prefeitura, os servidores explicam aos comerciantes que os estabelecimentos podem ficar abertos se: funcionarem somente nos dias autorizados, ficando proibido o funcionamento interno; adotado sistema de escalas, revezamento de turnos e alterações nas jornadas, para redução de fluxos, contato e aglomeração de trabalhadores; implementado medida de prevenção ao contágio por covid-19; Disponibilizado material de higiene para lavagem das mãos e do ambiente; prestado orientações aos funcionários sobre a importância e a necessidade de adotar cuidados pessoais com a lavagem adequada das mãos com produtos antissépticos durante o exercício da profissão e garantia da etiqueta respiratória. Os comércios devem manter limpos os locais e os instrumentos de trabalho, constantemente.

 Atendimento externo

— As instruções valem para o atendimento externo. É preciso adotar medidas que impeçam a aglomeração de pessoas no local e nas filas de espera durante a prestação de serviços ou venda de produtos. Devem ser disponibilizados produtos de higienização aos clientes, em pontos estratégicos. Ressalta-se a necessidade de haver um distanciamento mínimo de dois metros entre os consumidores — informou a Prefeitura.

— Vale lembrar, a divulgação dos protocolos de prevenção e enfrentamento da pandemia de covid-19. A ação pode se dar através de informes audiovisuais, respeitando as normas sanitárias e distanciamento entre trabalhadores durante as atividades de operacionalização interna — acrescentou.

Controle de estoque


Os responsáveis dos estabelecimentos terão que limitar a quantidade para as compras individuais de produtos essenciais à saúde, à higiene e à alimentação. O objetivo é evitar o esvaziamento de estoques dos mesmos. A medida vale para fornecedores e comerciantes.

A secretária da pasta, Flávia D´Alessandro, destacou a importância da parceria e fez um alerta quanto ao uso de máscaras.

— Acreditamos que a forma mais eficiente no combate ao vírus é somando esforços. Todos devem utilizar máscaras para entrar nos estabelecimentos. O uso do equipamento de segurança vale para funcionários e clientes. Ressalto, que não se pode consumir nenhum alimento dentro ou na porta de restaurantes e lanchonetes — explica.

 

Comentários
×