Fiemg aposta na retomada da indústria

 

Pablo Santos

A Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) aposta em uma retomada econômica neste ano. O Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com a entidade, caminha para avançar 3,3%, enquanto a produção industrial no estado pode subir 5,1% no próximo ano. Dado mais recente aponta que o PIB divinopolitano cresceu 2,85% em 2016.

Ano passado foi marcado pela frustração em relação ao crescimento econômico. De acordo com a Fiemg, a expectativa era alta em torno de 2,7% do PIB, mas os números não devem ficar entre 1,3% e 1,5%.

Conforme o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, a expansão do investimento em 2018 ficou prejudicada pelas incertezas da economia.

 — Tivemos uma série de fatores que contribuíram para o desempenho abaixo do previsto. O primeiro foi a greve de caminhoneiros, que teve um efeito grave na economia. Outro ponto importante foi a eleição, que acentuou a indefinição de um cenário de retomada e desacelerou a aprovação de reformas estruturais — disse.

Para 2019, a expectativa melhorou devido a uma série de reformas previstas.

— A manutenção da política monetária estimulativa (Selic a 6,50% a.a.), juntamente com a retomada do investimento agregado, são consistentes com crescimento do PIB brasileiro da ordem de 2,53%. As projeções possuem viés de alta, que será confirmado mediante aprovação de reformas estruturais, tais como a da Previdência — analisou Flávio Roscoe.

 Divinópolis

 O último dado do PIB de Divinópolis é de 2016. Neste período, o crescimento foi de 2,85%. Se acompanhar a produção nacional, o produto interno produto da cidade continuará em queda nos próximos dois anos. A divulgação do PIB dos municípios ocorre com defasagem de dois anos. Esse período é necessário para a contabilização das bases de dados mais completas e abrangentes (bases estruturais), oriundas das diversas pesquisas anuais realizadas pelo IBGE, e possibilita a revisão de estimativas do ano anterior.

Comentários
×