Ferramenta on-line vai auxiliar trabalhador na habilitação do seguro-desemprego

Da Redação

Neste momento de isolamento social e com diversos serviços presenciais suspensos em Minas, Os trabalhadores que estão com dificuldades para habilitar o seguro-desemprego pela internet contam agora com um importante aliado. A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) criou, por meio do portal de serviços do Governo de Minas - www.mg.gov.br, um espaço pelo qual os interessados podem tirar todas as suas dúvidas.

Para isso, basta o trabalhador preencher o formulário on-line com os seus dados e enviar para a Sedese. Uma equipe de técnicos estará a postos para auxiliar essas pessoas nos possíveis entraves que possam encontrar no acesso ao portal Emprega Brasil (empregabrasil.mte.gov.br) ou pelo aplicativo CTPS Digital, disponível  em Android ou IOS. Quando necessário, esses atendentes podem realizar intervenções no cadastro, a fim de regularizar a situação. Ao fim do preenchimento é gerado um número de protocolo que pode ser acompanhado pelo cidadão no próprio portal.

Vale ressaltar, no entanto, que o trabalhador só deve encaminhar a solicitação se, ao postar on-line o requerimento do seguro-desemprego, o sistema o notificar sobre alguma divergência cadastral ou pedir para que procure uma unidade de atendimento no estado.

Consultas 

A partir da demanda do trabalhador, a equipe da Sedese fará consultas nos sistemas do Sistema Nacional de Emprego (Sine) para agilizar a resposta. Sendo necessário, serão solicitadas cópias de documentos por meio de e-mail institucional do Sine. A secretaria reforça, no entanto, que nunca serão solicitadas senhas pessoais dos trabalhadores interessados.

— Tendo em vista a crise causada pela Covid-19, a demanda por seguro-desemprego tem aumentado. E, como o atendimento presencial não pode ser feito, como medida de restrição para evitar a transmissão da doença, os atendimentos nas unidades do Sine estão suspensos. Mas nós, da Sedese, pensamos em estratégias de como atender ao trabalhador de forma remota — explica o  superintendente de Gestão e Fomento ao Trabalhador e à Economia Popular Solidária, Marcel Cardoso Ferreira de Souza.

Atendimentos suspensos

Durante a quarentena imposta pelo coronavírus, as unidades do Sine, órgãos coordenados pela Sedese em Minas, suspenderam o atendimento presencial ao trabalhador, como forma de evitar a aglomeração de pessoas e o risco de propagação da doença. Porém, neste período, o trabalhador não ficará desamparado para habilitar o seguro-desemprego e ter acesso à intermediação de mão de obra, já que contará com os canais digitais disponíveis na internet ou em aplicativos.

Para a intermediação de mão de obra que tem vagas disponibilizadas pelas empresas, basta o trabalhador acessar o portal Emprega Brasil (empregabrasil.mte.gov.br) ou o aplicativo Sine Fácil, disponível em Android ou IOS. O acesso é rápido, fácil e gratuito.

Após o cadastro, trabalhador e empregador têm acesso a todos os serviços disponíveis nas unidades físicas.

Comentários
×