Feira de calçados é vista como trampolim para alavancar negócios

Lançamentos das coleções primavera/verão 2018 serão apresentados; polo é destaque na geração de empregos

 

 

Jorge Guimarães

Entre a próxima terça e quarta-feira, 15 e quinta, 17, o Centro de Convenções de Nova Serrana recebe a 20ª Feira de Calçados (Fenova), a maior feira de calçados de Minas Gerais. Compradores e expositores mantêm uma proximidade que possibilita melhores negócios e atendimento personalizado. Durante a feira serão apresentados os lançamentos das coleções primavera verão 2018 para lojistas, representantes comerciais e exportadores, através de produtos de qualidade e preços competitivos que estarão nas vitrines de todo o país. A realização da Fenova em Nova Serrana traz outras vantagens, como fácil acesso à capital mineira e às cidades que compõem o polo calçadista. Diversas empresas participam do evento, reunindo mais de 200 marcas de calçados em um só lugar.

Fomentar 

A Fenova se consolida a cada edição como fomentadora do desenvolvimento do polo calçadista de Nova Serrana. O evento tem a responsabilidade de oferecer aos lojistas participantes o que há de melhor em termos de calçados. E, para os expositores, apresenta-se como forma de fortalecimento de marca e produtos. Para a cidade, estimula a economia de setores ligados direta e indiretamente à produção do setor, além do turismo de negócios. Realizada pelo Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Calçados de Nova Serrana (Sindinova), a Fenova já é considerada uma das maiores feiras do segmento e faz parte do calendário nacional.

 Acreditar na feira 

Muitos apostam na feira como grande oportunidade de negócios e exposição da marca.

— Venho acompanhando os resultados da Fenova desde que ainda trabalhava em outras empresas. Agora que criei minha própria marca, achei a ideia estratégica para divulgá-la ao mercado — afirma o empresário, Luiz Antônio do Carmo Junior.

Outra empresa que produz tênis esportivos juvenis e adultos, tem 15 anos de existência e também participa pela primeira vez da Fenova. Para o proprietário da marca, Alexandre Otaviano da Costa, o momento é bom para apresentar o produto aos lojistas.

— Levaremos à Fenova muitas cores vivas e cítricas, que são o forte do verão, além de uma linha de tênis em nylon transpirável, perfeito para a prática esportiva. Acredito que o evento será muito bom para a marca, pois temos produtos que agradam em design e preço —garante o empresário.

 Volta

 Até o momento, cerca de 10% das marcas expositoras da 20ª Fenova são novas ou regressas.

— Durante o período de organização da feira, temos percebido o otimismo dos empresários em relação ao evento. Os resultados são mais expressivos a cada edição e as expectativas acompanham esse ritmo, o que se reflete na adesão de marcas novas — finaliza o agente comercial do Sindinova, Edimar Góis.

A feira conta ainda com a parceria da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Sebrae e Prefeitura de Nova Serrana em sua realização.

Emprego 

A indústria calçadista de Minas Gerais, liderada justamente por Nova Serrana vem se destacando na criação de empregos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Nos seis primeiros meses de 2017 foram registradas 7.881 admissões e 5.538 demissões. O saldo é de 2.343 novos postos de trabalho, número que representa crescimento de 18% em relação a todo o ano de 2016, período encerrado com 1.981 admissões.

As contratações da cidade vizinha correspondem a 71% do total de Minas Gerais de janeiro a junho deste ano, no que se refere ao setor calçadista.

Os novos empregos da indústria de calçados de Nova Serrana representam 18% do total de contratações realizadas no país (12.677). Entre as cidades polo nacionais do segmento, o polo mineiro está em segundo lugar, precedido por Franca/SP (4.294) e seguido de Novo Hamburgo/RS (187).

 

 

Comentários
×