Fazendo Arte forma 20 jovens em curso de capacitação profissional

Proposta foi baseada em habilidades e competências socioemocionais

Da Redação

O Projeto Fazendo Arte, em parceria com Gerando Falcões, promoveu a primeira formatura dos alunos do curso de capacitação profissional com ênfase em inteligência emocional. Seguindo todos os protocolos sanitários, o evento reuniu 20 formandos  no espaço cedido pela Escola Estadual Lauro Epifânio, no bairro Interlagos. A formatura contou com a presença de apoiadores.

Proposta

A proposta do curso foi baseada em habilidades e competências socioemocionais aliadas ao desenvolvimento de habilidades técnicas específicas e básicas, como pacote office, empreendedorismo e orientação vocacional.

Para um dos formandos, Lucas Duarte, a proposta do curso foi muito além da expectativa. 

— Aprendemos muito para entrar no mercado de trabalho, mas foi muito além disso porque o curso nos ensinou a controlar nossas emoções, atitudes e nos conhecer melhor — disse.  

O coordenador do curso, Daniel Hermógenes, ressaltou o processo de aprendizado conjunto.

— Todo esse processo foi muito emocionante. Aprendo muito com todos os alunos e quero agradecer a cada um deles por essa oportunidade. Foi uma troca de aprendizagem neste período — afirmou.

A coordenadora e idealizadora do Fazendo Arte, Lenir de Castro, destacou o passo importante do projeto para este curso. 

— Foi uma grande conquista, hoje estou emocionada com este grande passo que demos. Em breve, esses jovens estarão no mercado de trabalho, o empresário que abraçá-los terá um funcionário diferenciado — ressaltou.

Parceria 

Desde o ano passado, o Fazendo Arte/Acesa faz parte da Rede Gerando Falcões em Divinópolis, que trabalha como ponte, por meio de uma rede com as ONGs conveniadas apoiando atendimentos de famílias vulneráveis.

O Fazendo Arte é aprovado na Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Gerdau Unidade Rio Branco e Sidercentro Ferro e Aço são as parceiras do projeto, que ainda conta com a parceria da Prefeitura de Divinópolis.

Comentários
×