Fazendo Arte abre matrículas para oficinas

Da Redação

O Projeto Fazendo Arte abriu, nesta segunda-feira, 25,  o período de matrículas e rematrículas das oficinas. Ao todo são seis oficinas para crianças e adolescentes: viola, violão, balé/jazz, hip-hop, danças folclóricas e teatro. 

Respeitando os protocolos de segurança das autoridades sanitárias, as inscrições são presenciais na sede do Fazendo Arte, na rua Espirito Santo, 273, no Centro. Os interessados podem fazer as inscrições em dois horários: 8h às 11h e 13h às 16h.

Para as oficinas de hip-hop e ballet, a idade mínima é de 6 anos, já para as de demais oficinas a partir de 9 anos. A idade máxima para inscrição é 18 anos.
 
Os cadastros vão até 25 de fevereiro.

A documentação para inscrição do aluno é a carteira de identidade ou certidão de nascimento, foto 3x4 e comprovante de endereço, além do Cartão do SUS. Dos responsáveis é exigida a carteira de identidade e o CPF. 

As aulas serão on-line e, depois, quando as autoridades sanitárias aprovarem, haverá as oficinas presenciais.
 
— Começamos o ano oferecendo novas oportunidades para jovens conhecerem a arte. Neste ano estamos tomando todos os cuidados necessários em relação a pandemia — destacou a coordenadora do projeto, Lenir de Castro.

O projeto

Desde o ano passado, o Fazendo Arte/Acesa é um braço da Gerando Falcões em Divinópolis, que trabalha como ponte, por meio de uma rede com as ONGs conveniadas, enviando cestas básicas digitais para distribuírem às famílias mais vulneráveis.

A paulista Gerando Falcões é uma organização social que atua dentro de estratégia de rede, em periferias e favelas. Os projetos da Organização Social beneficiam esporte e cultura para crianças e adolescentes, além de qualificação profissional.

 O Fazendo Arte tem a proposta de inclusão sociocultural e qualificação profissional de jovens desde 2002. A gestão do Fazendo Arte é da Associação Cultural de Educação Social e Artística (Acesa).
 
Comentários
×