Faturamento das exportações registra 2º melhor resultado da história

Pablo Santos

Divinópolis alcançou, em 2019, o segundo melhor resultado da história no faturamento com as exportações. Dados oficiais do Ministério da Indústria Comércio Exterior e Serviços (MDCI) confirmam o desempenho positivo, com crescimento de 19,35% quando comparado com 2018.

No ranking das exportações, Divinópolis está na 30ª posição em Minas Gerais e na 171ª colocação no Brasil. No ano passado, 37 empresas divinopolitanas exportaram US$ 228,4 milhões em produtos, sendo 96% de itens siderúrgicos.

O desempenho do ano passado perde somente para 2008, quando o faturamento com as exportações chegou a US$ 318 milhões, de acordo com o MDCI.

O rendimento de 2019 ultrapassou o de 2005, quando a as empresas divinopolitanas enviaram para o exterior US$ 220 milhões em itens.

Outro bom ano de faturamento foi 2017, quando as empresas venderam para o mercado externo US$ 193 milhões. Em 2018, o desempenho foi parecido: US$ 191 milhões de negócios com as exportações, conforme O MDCI.

96%

Conforme o relatório das exportações, 96% dos produtos da pauta são siderúrgicos. Os itens semimanufaturados de ferro representam 68%, acompanhados das barras de ferro ou aço (16%) e ferro fundido bruto (12%). Os 4% restantes das exportações são de sangue para produtos de medicamentos terapêuticos.

Parceiros

Em 2019, o maior parceiro comercial de Divinópolis foi um país caribenho. A República Dominicana foi responsável pela compra de 55% das exportações de US$ 228 milhões do ano passado, representando quase US$ 125 milhões.

O Peru foi o segundo maior parceiro com compras, com US$ 38 milhões, ou 17% do total exportado por Divinópolis em 2019.

A Colômbia foi a terceira nação com maior volume de compras no ano passado de Divinópolis. De acordo com o MDCI, foram US$ 11 milhões, ou 5% das exportações concretizadas pelas empresas da cidade.

 

Comentários
×