Faturamento da indústria regional cresce expressivamente

 

Pablo Santos

A indústria regional mantém o crescimento no acumulado do ano e também em setembro. Faturamento, emprego, horas extras e massa salarial, de acordo com os dados da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) tiveram resultados positivos com variações.

De acordo com os dados da Fiemg, o faturamento de setembro para outubro cresceu 10,9% nas indústrias do Centro-Oeste. No acumulado do ano, o resultado também é de alta 7,9% quando se compara com os mesmo 10 meses de 2016.

— No acumulado de janeiro a outubro, houve expansão no faturamento real em relação a igual período do ano anterior, consequência do aumento das exportações — destacou o relatório da Fiemg.

Outro cenário positivo é no acumulado dos 12 meses com crescimento de 9,6%.  As vendas também aumentaram mês a mês. Em outubro, avançou 3,4% no comparativo com o mesmo período do ano passado.

— Após duas quedas seguidas, o faturamento real na indústria da Região Centro-Oeste cresceu expressivamente em outubro, frente a setembro, em razão do aumento das vendas para os mercados interno e externo — afirmou o relatório da Fiemg.

Horas

 As horas trabalhadas na produção ficaram praticamente estáveis no mês, assim como o nível de utilização da capacidade instalada.

 De acordo com os dados da Fiemg, no acumulado do ano, a alta foi de 0,7% e, nos últimos 12 meses, o crescimento foi de 0,9%.

Emprego

Por outro lado, o emprego recuou pelo segundo mês consecutivo nas indústrias da região. De setembro para outubro houve recuo de 0,7%. Também teve queda de 0,3% em outubro deste ano contra outubro de 2016. Em contrapartida, no acumulado dos 10 meses, o resultado é positivo com 2% de crescimento.

A massa salarial cresceu em alguns cenários e perdeu em outros. No acumulado de 2017, o declínio é de 0,2%. Já de setembro para outubro, houve alta de 1,2% e no mês a mês, o aumento foi de 1%.

 

 

Comentários
×