Fábio defende três pênaltis e coloca o Cruzeiro em mais uma semifinal de Copa do Brasil

José Carlos de Oliveira

O Cruzeiro está nas semifinais da Copa do Brasil pela terceira temporada consecutiva. Mesmo perdendo o jogo para o Santos por 2 a 1, na noite desta quarta-feira no estádio do Mineirão, o time celeste avançou para a próxima fase levando a melhor na disputa de penalidades máximas, com vitória por 3 a 0.

Thiago Neves abriu o placar para o Cruzeiro ainda aos 12 minutos do primeiro tempo, mas o Santos virou para 2 a 1, com Gabriel aos 41 minutos do primeiro tempo e Bruno Henrique aos 38 minutos da segunda etapa. Na disputa por pênaltis brilhou a estrela do goleiro Fábio, que defendeu as três cobranças feitas pelos jogadores santistas.

Numa das semifinais, o Cruzeiro enfrentará o vencedor do confronto entre Palmeiras e Bahia, que fazem a segunda partida esta noite, às 19h15, no Aliamz Parque, na capital paulista. No primeiro jogo, em Salvador, empate sem gols.

A outra semifinal já está definida. Será entre Flamengo e Corinthians, que eliminaram, respectivamente, a Grêmio e Chapecoense, na noite desta quarta-feira. No Maracanã, no Rio de Janeiro, o rubro-negro carioca derrotou o Grêmio por 1 a 0, com gol de Ewerton Ribeiro. Em Chapecó, o Corinthians fez 1 a 0 na Chapecoense, com gol de falta de Jadson.

Na semana que vem, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) faz o sorteio dos mandos de campo das semifinais.

A Partida

Mesmo tendo vencido a partida de ida por 1 a 0, na Vila Belmiro, e jogando por um empate para se classificar, o Cruzeiro buscou o ataque desde o apito inicial do árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques, da Fifa.

Empurrado pela China Azul, que mais uma vez lotou o Mineirão e incentivou a equipe celeste durante toda a partida, a Raposa abriu o marcador logo aos 12 minutos, em um chute colocado de Thiago Neves.

O lance começou com um belo toque de Lucas Silva para De Arrascaeta. O uruguaio lançou Thiago Neves, que dominou a bola, penetrou na grande área e chutou no canto direito do goleiro Vanderlei. Cruzeiro 1 a 0.

Com dois gols de desvantagem no placar agregado, o Santos se mandou para o ataque, mas foi o Cruzeiro que quase fez mais um, aos 25, em outra grande jogada da equipe mineira. Edilson tabelou com Thiago Neves, depois com Robinho e cruzou para a área. De Arrascaeta finalizou de carrinho, mas a bola bateu na trave.

Aos 42, Gabriel Barbosa acertou um forte chute de fora da área, no canto direito de Fábio, empatando a partida em 1 a 1.

O Cruzeiro não se abateu e quase voltou à frente no placar, três minutos depois, em outra jogada perigosa de Thiago Neves, que driblou dois marcadores e finalizou de fora da área. Desta vez Vanderlei fez boa defesa.

Segundo tempo

A superioridade cinco estrelas se manteve na etapa final, com o Cruzeiro dominando o adversário e sempre mais próximo do gol, como no cabeceio de Dedé no travessão, após escanteio cobrado por Robinho.

Até os 15 minutos, a Raposa ainda teve outras duas oportunidades de gol, a primeira delas com Edilson, que Lucas Veríssimo tirou de cabeça praticamente em cima da linha do gol, e a outra com Robinho, que o zagueiro Gustavo Henrique se jogou na bola e evitou o gol estrelado.

Mas, aos 38 veio o castigo. O Santos chegou ao segundo gol, marcado por Bruno Henrique, de cabeça, depois de cruzamento de Rodrygo, pela direita.

Valente, o Cruzeiro quase empatou aos 42, em um chute de Rafinha, após rebote da defesa, que Vanderlei fez importante defesa.

Fábio, o herói

A vaga foi decidida através das cobranças de pênaltis, deixando o jogo ainda mais emocionante. Foi a vez de o goleiro Fábio aparecer de maneira sensacional.

Com grandes defesas nas três batidas de pênaltis do Santos, cobradas por Bruno Henrique, Rodrigo e Jean Mota, Fábio garantiu a classificação da Raposa, se juntando a Lucas Silva, Raniel e David, que marcaram para o Cruzeiro: 3 a 0 para o time celeste, que segue cada vez mais forte em busca do pentacampeonato da Copa do Brasil.

Detalhes da Partida

Jogo: Cruzeiro 1 x 2 Santos

Motivo: Confronto de volta das quartas de final da Copa do Brasil

Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte

Data: 15/08/2018 (quarta-feira)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques-PR (Fifa)

Público: 43.464 pagantes / 49.513 presentes - Renda: R$ 1.432.225,00

Gols: Thiago Neves, aos 12 min., e Gabriel Barbosa, aos 42 min. do 1º tempo; Bruno Henrique, aos 38 min. do 2º tempo

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho (Rafinha), Thiago Neves e De Arrascaeta (David); Hernán Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe (Gustavo Henrique) e Dodô; Renato (Daniel Guedes), Diego Pituca e Arthur Gomes (Jean Mota); Rodrygo, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique. Técnico: Cuca

Cartões amarelos: Gustavo Henrique, Bruno Henrique, Gabriel Santos e Dodô (Santos); Edilson (Cruzeiro)

Cartão vermelho: Vladimir (Santos)

Comentários
×