Exposição destaca obras de GTO e reinado

Jorge Guimarães 

Considerada uma das mais importantes manifestações culturais do Centro-Oeste Mineiro, o reinado esteve sempre presente na obra de Geraldo Teles de Oliveira, o GTO. As esculturas produzidas pelo artista, principalmente suas populares “rodas-vivas”, trazem diversos personagens desta tradicional festa da região. E uma parceria entre o Museu Residência GTO e o Centro de Memória Professora Batistina Corgozinho (Cemud), da Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg) Unidade Divinópolis, possibilitou a organização da exposição “Museus em conexões”, que reúne diversas obras sobre o tema produzidas por GTO.  

 Filho  

A mostra, que apresenta também trabalhos do escultor Mário Teles, filho do artista, integra a programação da 16ª Semana de Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e realizada pelo Cemud e pelo Portal da Memória do Centro-Oeste Mineiro. 

 Neto  

Segundo o escultor Alex Teles, neto de GTO e diretor do museu, a exposição é voltada para educadores e estudantes.  

— Esperamos que eles possam conhecer de perto o sentido da obra de GTO, que é universal e única, e da fé e da religião dele, que envolve o reinado. Esta conexão entre a obra do GTO e o reinado é muito forte porque, como todos sabem, ele era um grande movimentador do reinado, principalmente na terra natal dele, Itapecerica, na qual o reinado está completando 200 anos. Junto com Zé Gominho e muitos outros reinadeiros, ele fez parte deste movimento que engrandeceu e deu muita força ao reinado de Itapecerica, de onde ele trouxe toda sua cultura — detalhou Alex. 

 Trilogia 

Há vários anos, Alex vem trabalhando com o pai, Mário, para manter as visitas das escolas ao espaço.                       Mas eles não têm o apoio devido para expandir as visitas a mais escolas, principalmente pela dificuldade em condução. 

— Todos sabem que hoje a situação das pessoas está complicada e, em vários bairros, as crianças não têm condição de arcar com este custo para vir até o museu. Mas a gente, dentro das possibilidades, faz este trabalho voluntário, principalmente na Semana de Museus, para poder plantar um pouco desta cultura sobre o GTO, independentemente deste processo pelo qual passa o Brasil, de falta de valorização à cultura e à memória de um grande artista como GTO e tantos outros — destacou Alex. 

 Visitas  

A exposição pode ser conferida até está sexta, dia 25. Agendamentos de visitas podem ser feitos pelo telefone (37) 99948-1313. O museu fica na rua Rubi, 283, bairro Niterói. 

 

Comentários
×