Etanol subiu 8% em seis meses

Pablo Santos 

O etanol subiu 8% em seis meses nas bombas de combustíveis de Divinópolis. O preço do litro do álcool está perto dos R$ 3,30, de acordo com os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Conforme os dados da ANP, o litro do etanol em julho era cotado a R$ 3, em média, na cidade. Já no custo de dezembro, o litro passou para R$ 3,21, ou seja, subiu 8%.

O preço do etanol na cidade aumentou a cada mês. Em agosto, estava custando R$ 3,04 e depois passou para R$ 3,05 em setembro.  Já em outubro chegou a R$ 3,08 e, em novembro, atingiu R$ 3,11.

Os valores médios do etanol hidratado subiram em 18 estados e no Distrito Federal na semana passada. Houve ainda queda em 7 estados brasileiros e estabilidade em um – Piauí.

Na média dos postos pesquisados pela ANP houve alta de 1,83% no preço médio do etanol na semana passada ante a anterior, de R$ 3,005 para R$ 3,060.

Em São Paulo, principal estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, houve alta de 2,13% no período e a cotação média do hidratado variou de R$ 2,816 para R$ 2,876 o litro.

A maior alta semanal, de 5,49%, foi em Mato Grosso e a maior queda, de 2,69%, na Paraíba.

Na comparação mensal, os preços do etanol subiram em 16 estados e no Distrito Federal e recuaram outras 10 unidades da Federação.

Na média brasileira, o valor do biocombustível pesquisado pela ANP acumulou alta mensal de 4,51%.

O custo mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,379 o litro, em Mato Grosso, e o menor preço médio estadual, de R$ 2,728, também foi registrado no Mato Grosso.

O valor máximo individual, de R$ 5,470 o litro, foi registrado em um posto do Pará, e o Rio Grande do Sul registrou o maior custo médio, de R$ 4,114 o litro.

Comentários
×