Estudante divinopolitano é selecionado em concurso nacional de roteiros sobre direitos humanos

 
 

Da Redação

O segundo artigo da Declaração Universal dos Direitos Humanos estabelece que todos têm direito à liberdade de viver sem discriminação “de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, idioma, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacionaê ou social, posição econômica, nascimento ou qualquer outra condição”.

Esse artigo inspirou o divinopolitano Gustavo Rayner Silva Borges, aluno do segundo período do curso de cinema e audiovisual da Universidade Federal de Sergipe (UFS), a escrever o roteiro “Ainda existe amor”, pelo qual foi selecionado em concurso nacional promovido pelo Ministério da Cidadania, em parceria com o Instituto Cultura em Movimento (Icem).

O concurso integra o projeto "70 Olhares sobre Direitos Humanos", que tem por objetivo promover a visibilidade sobre os Direitos Humanos no Brasil, através de 70 filmes de um minuto sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Os filmes, produzidos por estudantes de todo o Brasil, vão integrar o DVD "70 Olhares Sobre Direitos Humanos", junto com obras realizadas por cineastas convidados. O DVD será distribuído gratuitamente para instituições culturais e de ensino, garantindo os recursos de acessibilidade audiovisual, mas os filmes poderão também ser exibidos em canais de TV, internet, mostras e festivais de cinema no Brasil e no exterior.

O projeto selecionou 60 roteiros de estudantes e, no momento, define a participação dos cineastas que também farão parte da mostra. Para Gustavo, estar entre os estudantes selecionados foi uma grata surpresa, considerando que foram cerca de 230 roteiros enviados.

— Será uma oportunidade e certamente um grande diferencial para minha formação — analisa o estudante premiado, que já montou sua equipe e deu início à produção do filme.

 

Comentários
×