Estado firma acordo com Forças de Segurança

 

Da Agência Minas

Após diálogo com representantes das forças de segurança em Minas Gerais, o governo estadual firmou compromisso com a categoria, para atender a pontos importantes discutidos anteriormente, encerrando assim as negociações. Em reunião na manhã desta sexta-feira, 22, chegou-se ao acordo:

  1. Em relação à compensação das perdas inflacionárias da Segurança Pública desde 2015, ficou firmado o seguinte calendário e percentuais: 13% na folha de pagamento de julho/2020, 12% na folha de pagamento de setembro/2021 e 12% na folha de pagamento de setembro/2022;
  2. Pagamento integral do abono fardamento na folha de abril/2020;
  3. Envio para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, até o dia 3 de fevereiro de 2020, do projeto de lei que viabilizará a recomposição salarial, em consonância com a Lei de Responsabilidade Fiscal;
  4. O fim do parcelamento do salário dos servidores das Forças de Segurança a partir de dezembro/2019;
  5. Caso não ocorra a operação do nióbio, o pagamento do décimo terceiro salário da segurança pública será feito em três parcelas: 21 de dezembro/2019, 21 de janeiro/2020 e 21 de fevereiro/2020. 

Participaram de reunião, na manhã dessa sexta-feira os secretários de Planejamento, Otto Levy, de Governo, Bilac Pinto, de Justiça e Segurança Pública, general Mario Lúcio de Araujo, além do coronel Rodrigo Souza, chefe do Gabinete Militar, coronel Giovanne Gomes da Silva, comandante-geral da Polícia Militar, coronel Edgard Estevo, comandante-geral do Corpo de Bombeiros,  delegado-geral Wagner Pinto, Chefe da Polícia Civil, chefe do Estado Maior da PMMG, coronel Marcelo Fernandes, diretor-geral do Departamento Penitenciário, Rodrigo Machado, subsecretário de Atendimento Sócio Educativo, Bernardo Pinto, além de parlamentares e representantes das entidades de classe.

 

Comentários
×