Estado atrasa terceira parcela do salário mais uma vez

Pollyanna Martins

O Governo de Minas atrasou mais uma vez a terceira parcela do salário dos servidores. De acordo com a escala de pagamento divulgada pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), seria pago o valor integral para os servidores da Segurança Pública e da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) que recebem até R$ 3 mil. Os demais receberiam R$ 1,5 mil.

A segunda parcela com o restante dos salários até R$ 3 mil, dos salários acima de R$ 3 mil seria paga no dia 25 de julho, mas atrasou e só foi quitada pelo governo do Estado nesta segunda-feira, 31.

O Estado alegou que desde o dia 17 de julho o Governo Federal bloqueia recursos do Governo de Minas que entram pela conta do Banco do Brasil. De acordo com a SEF, os bloqueios já superavam R$ 360 milhões até o dia 27 de julho e que o pagamento dos salários dos servidores não havia sido concluído unicamente por causa desses bloqueios. Ainda segundo a escala divulgada pelo Estado, a terceira parcela dos salários deveria ser paga no dia 31 de julho. Porém, parte dos servidores continua sem receber.

Em nota a Secretaria de Fazenda informou que os servidores ativos e pensionistas do Executivo estadual receberam a última parcela dos seus salários hoje, 1º. Ainda segundo a SEF, os servidores inativos receberão gradualmente, de acordo com o fluxo de caixa do Estado.

A expectativa é de que os depósitos sejam feitos até sexta-feira, 3. O governo alegou que “é preciso esclarecer aos servidores que R$ 400 milhões foram sequestrados dos cofres do Tesouro Estadual pela União para pagamento de parte de uma dívida contraída pelo governo anterior.”

O Agora questionou à SEF quando a escala de pagamento do salário de julho será divulgada, mas a secretaria não se manifestou sobre o assunto. De acordo com a Secretaria de Fazenda, a folha de pagamento mensal oscila em torno de R$ 3 bilhões.

 

Comentários
×