Esta agonia é o nosso triunfo

Marco Aurélio Braga 

Nesta sexta-feira, 4, a partir das 20h, ocorrerá o lançamento on-line do livro "Esta agonia é o nosso triunfo: As cartas de Sacco e Vanzetti", publicado pelas Edições 70, de São Paulo. A obra, organizada e traduzida pelo divinopolitano Adriano de Paula Rabelo, compõe-se por estudos introdutórios que explicam e analisam um dos casos mais rumorosos da história da Justiça, ocorrido há 100 anos, nos Estados Unidos. Em 1920, Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti, dois trabalhadores imigrantes pobres, envolvidos na militância anarquista, foram acusados por um crime que não cometeram. Seu processo durou sete anos, com muitas falhas e com o Judiciário do estado de Massachusetts desconsiderando repetidamente as muitas evidências de que eles eram inocentes. Ao fim, mesmo com protestos e pedidos de clemência advindos do mundo inteiro, eles foram sentenciados à morte e executados. Mas o foco da obra está nas cartas que Sacco e Vanzetti escreveram durante o tempo em que ficaram presos sob falsa acusação. Elas são depoimentos de profunda humanidade, sendo consideradas por muitos como a mais eloquente defesa de sua inocência, além de interessarem a disciplinas como o direito, a literatura, a filosofia, a história, a psicologia e a sociologia. Para participar do lançamento, basta acessar o aplicativo Zoom e digitar o ID 790 3749 1654 e a senha 2XqLNX. A obra pode ser adquirida por meio dos sites www.almedina.com.br e www.amazon.com.br.

União em Dublin

A ceramista Bya Medeiros, que há alguns anos mudou para Dublin, na Irlanda, vai se casar nesta sexta-feira, às 11h. A cerimônia íntima será na Old Blacksmiths Shop, em Gretna Green, considerada a “capital do casamento” no Reino Unido. Bya vai oficializar a união com o inglês John Carlin.

Filme

O divinopolitano Igor Bastos criou o primeiro filme de longa-metragem em animação produzido no estado e toda a produção está sendo feita em Divinópolis. Em breve, a cidade estará inserida na mídia internacional. CEO da Espacial Filmes, empresa de entretenimento focada em animação de conteúdo e games, Igor e sua equipe de 38 pessoas são os pioneiros em projetos de animação longa-metragem por aqui. A empresa também presta serviços de animação 2D e criação de conteúdo para terceiros, entre os seus clientes estão: Play Kids, Gulliver, O2 Play, Varejo Play e Immagini Animation Studios. O filme “Placa-mãe” se passa em uma Minas Gerais futurista ‒ a animação retrata a cultura, cotidiano, dialeto e vários cenários do Centro-Oeste, como o Parque da Ilha, a Maria-Fumaça e o pontilhão do Niterói. No enredo, Nadi, uma androide, ganha o direito de adotar duas crianças, David e Lina. Em um mal-entendido durante a adoção, David foge, com medo de sua irmã Lina perder o sonhado lar. O filme trata sobre a família, como a tecnologia impacta em nossas relações sociais, além de abordar os problemas de adoção de crianças mais velhas no Brasil. “Placa-mãe” tem previsão de ser lançado no segundo semestre de 2021, em 52 países, dentre eles Noruega, Argentina, França, Alemanha, Uruguai, EUA, México, Chile e Arábia Saudita. A direção geral é de Igor Bastos, a direção de artes é de Elisa Guimarães Santos e a produção executiva Christopher Costa.

Triste realidade

O mês de setembro começou apreensivo por aqui. Divinópolis confirmou nesta terça-feira, 1º, mais uma morte pelo novo coronavírus, e ontem mais duas. A cidade totaliza 41 mortes pela covid-19. A taxa de isolamento social no município caiu em um dígito, passando para 34%. A cidade contabiliza, até o momento, 1.071 casos confirmados da doença. Foram 22 novas confirmações em 24 horas. Os casos de recuperação já são 973, e 443 foram descartados. A taxa de letalidade está em 3,83%. Estão internados no Centro de Terapia Intensiva (CTI), com suspeita de covid-19, 31 pacientes, sendo três deles crianças. Na enfermaria, estão internadas 47 pessoas.

Projeto

O projeto “Medicamento em Casa” completou três meses de implantação em Divinópolis, e é uma parceria com o aplicativo de mobilidade urbana 99 e a Defesa Civil. Desde o seu início, já foram realizadas 1.228 entregas; ao todo, ele atendeu mais de 500 pacientes. O serviço não tem custo para o paciente, faz parte das ações de combate à pandemia do novo coronavírus, o que permite retirar os pacientes da fila e evitar possíveis aglomerações. Umas das estratégias adotadas para adiar o retorno do paciente foi programar a entrega de medicamentos para dois meses. O processo de descentralização do atendimento foi conduzido pela Regional de Saúde de Divinópolis e Secretaria Municipal de Saúde, e tem o objetivo de reorganizar o atendimento, garantindo a integralidade da assistência farmacêutica e um atendimento humanizado aos usuários do município. Para pacientes que não foram contemplados pelo projeto Medicamento em Casa, foi disponibilizado o agendamento para a dispensação pelo App Divinópolis. Além disso, foi criado o teleatendimento, para marcar o dia e o horário da retirada do medicamento. O telefone para agendar é o (37) 3222-9170. Outra medida adotada é que os pacientes da hemodiálise retiram os medicamentos diretamente na instituição hospitalar.

Comentários
×