Esplendor fashion

BLOCO DE MODA

Wagner Penna

 

ESPLENDOR FASHION

Para encerrar a recente temporada de alta-costura na Europa, a marca Valentino decidiu fazer o seu desfile, sozinha, na Itália. 

Assim como aconteceu com várias grifes da “couture” em Paris, o desfile de Valentino foi pura criatividade. Tudo isso indica que a moda está voltando aos trilhos em termos de criação, com proposições mais ousadas e uma sinalização de que a “fast-fashion” está prestes a ser substituída por algo mais interessante e menos massivo.

Dito isso, é bom a gente acrescentar que essa onda criativa acaba alcançando todos os polos de moda do mundo e que, assim, se restabelecem como importantes segmentos produtivos em vários países. Seria o reinício de um novo ciclo de esplendor fashion?

 

 VAIVÉM

 

* As grandes redes de vendas de moda do país continuam investindo alto nos aplicativos de reuso de roupas. A mais nova a entrar no jogo foi a Renner ‒ que adquiriu a plataforma Repassa.

 

* A corrida para criação de ecossistemas aptos a enfrentar o novo tempo do varejo fashion teve mais um passo decisivo. A Arezzo comprou a My Shoes ‒ mirando o mercado alternativo. E, para acelerar as vendas, fez acordo estratégico com o Mercado Livre.

 

PONTO FINAL: O circuito da moda mineira começa a se movimentar para seu momento pós-covid. No início de agosto será realizada a feira BH-à-Porter, entre os dias 2 e 6, com grande número de marcas conhecidas. Aliás, a lista de participantes do evento indica quem sobreviveu ao período da pandemia com musculatura suficiente para continuar no mercado. Amém!

___________________________________________________________

LEGENDA

Desfile de Valentino em Veneza

Foto: Reprodução

a

Comentários
×