Esperança que fica, exemplo que se foi

Esperança e Fé 

José Carlos de Oliveira 

jcqueroviver@hotmail.com.br 

Versículo para refletir 

"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam"  

(Salmos 23:4) 

 

"Mostra-me, Senhor, o fim da minha vida e o número dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou. Deste aos meus dias o comprimento de um palmo; a duração da minha vida é nada diante de ti. De fato, o homem não passa de um sopro. Sim, cada um vai e volta como a sombra. Em vão se agita, amontoando riqueza sem saber quem ficará com ela. Mas agora, Senhor, que hei de esperar? Minha esperança está em Ti." (Salmos 39:4-7) 

 Quando há cerca de um mês atrás minha irmã Maria Ângela pediu que se abrisse uma célula para estudos bíblicos em sua casa, no bairro Esplanada, mal sabia ela que este gesto seria apenas o princípio de algo bem maior. Iria significar o início para sua nova vida em Cristo. 

Impossível é explicar a alguém que não estivesse presente na noite daquele sábado, 17 de junho, em sua residência, o que realmente aconteceu naquela sala. Para entender é preciso que todos compreendam a grandeza que é o amor de Deus a todos que nEle creem e confiam. 

Naquela noite de sábado mais forte ficou a presença de nosso Senhor em nossas vidas. Coube a ela, Maria Ângela, fazer a oração final. Depois de havermos feito um estudo sobre as palavras de Deus, sobre os ensinamentos das Escrituras Sagradas, foi ela quem se dirigiu ao Pai em oração, e o fez com a grandeza de quem sabe o que realmente quer para si: que é viver a vida em Cristo.  

Surpreendentemente, as palavras que saíram de sua boca, como a fluir do fundo de sua alma, tocaram a todos mais que o ensinamento dos estudos da Palavra de Deus de minutos antes.  

Impossível é relembrar as frases exatas de sua oração, mas vamos tentar simplificar, e que todos busquem sabedoria e entendimento do que Deus realmente quer para seus filhos e terão uma noção exata da grandeza que o amor de nosso Pai e o carinho que Ele tem por todos que o temem e nEle confiam. 

Pois bem, naquele dia, já sentindo no corpo físico os efeitos do mal que a levaria a entrar em coma (irreversível) dois dias à frente, ela simplesmente usou seu tempo, não para pedir e nem implorar nada ao Pai (nem mesmo a cura para sua doença) mas para agradecê-lo por tudo, até mesmo por sua dor e sofrimento. 

Buscando relembrar aquilo que ela nos passou naquele instante, dá vontade de parar o tempo e reviver, nem que seja por um instante só, a beleza daquele dia, a profundidade e suas palavras. Vemos aí a mão do Senhor. Era Deus falando por sua boca, para que entendêssemos todo seu propósito para nossas vidas.  

Isto mesmo, propósito, porque os que aqui ficam entendem agora que Deus não nos desampara nunca. Ele sempre nos dá uma chance, uma única que seja, para nos entregarmos por completo a Ele e ganharmos o direito de sermos chamados seus filhos. 

Naquele dia, isto entendemos agora, Maria Ângela, mesmo sem o saber (ela nunca iria imaginar que viria a falecer uma semana depois) estava confessando seu amor a Cristo, se achegando ao Pai e se despedindo daqueles que aqui ficam. 

Hoje, saudosos sim estamos, mas acima de tudo convictos (e até alegres) da oportunidade que a Maria Ângela teve de fazer sua escolha.  

No tempo e na hora certa, no tempo de Deus, ela escolheu o caminho da verdade e da vida. Creu em Cristo nosso Senhor e hoje descansa nos braços do Pai. O corpo físico se foi, mas sua alma está nos braços do Pai, e seus exemplos e lições de vida no coração de todos que a conheceram e tiveram o privilégio de com ela conviver. 

O amor de Maria Ângela por todos que com ela viveram aqui na terra ficará em nossas lembranças, mas o amor do Pai é algo que devemos e temos que buscar a todo instante, sentir na pele. E isto só conseguiremos vivendo para fazer a vontade de Cristo e amar a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos. 

"Amados, amemo-nos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor está aperfeiçoado em nós" (1 João 4:7-12).  

Oração:  

Deus meu, dê-me toda a força e poder para aceitar as coisas como elas são. Dai-me hoje segurança do teu amor e a certeza de que estás sempre comigo. Peço-te ajuda e proteção para o dia de hoje, porque preciso de tua assistência e de tua misericórdia. 

Oh, Senhor meu, me ensine a amar sempre. Faça com que eu sinta o teu maravilhoso poder através de tua força e de teu amor, que sua misericórdia seja a luz a me mostrar o caminho, suavizando os meus problemas, acalmando o meu espírito e aumentando a minha fé.  

Oh! Senhor meu, fique comigo, hoje e sempre, para que eu não me desespere nunca e nem te esqueça, jamais. Dai-me o poder de aceitar que se cumpra em mim a tua vontade e não a minha. Que a sua luz seja a minha força e esperança. 

Amém! 

Comentários