Escolas paradas já chegam a 21 em Divinópolis; confira a lista

Gisele Souto

A quantidade de escolas em Divinópolis com atividades paralisadas subiu de 18 para 21 ontem. Os educadores protestam contra o não pagamento integral da primeira parcela do salário referente a maio.

Agora, são três escolas paradas a mais em relação à contagem de segunda-feira, 18. Na Superintendência Regional de Educação (SRE), havia apenas 12 servidores parados; agora já são 75. Segundo a SRE, ainda não havia data para um possível retorno ao trabalho.

Ato

Educadores de vários municípios mineiros, incluindo Divinópolis, saíram em caravanas para ato ontem à tarde em Belo Horizonte para cobrar do governador Fernando Pimentel (PT) o pagamento dos salários. Depois de manifestação em frente à Praça da Liberdade, eles desceram em passeata até a Praça Sete. Milhares de educadores organizados pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (SindUte) participaram da manifestação e reforçaram em coro: "Sem salário, sem trabalho!".

Divinópolis conta com 35 escolas, com um total de 23 mil alunos.

 

Confira as escolas paradas

 

- Professor Chico Dias

- Armando Nogueira

- Manoel Corrêa Filho

- São Vicente

-  Alberto Santos Dumont

- Dona Antônia Valadares

- Jovelino Rabelo

- Vicente Mateus

- Padre Matias Lobato

- Patronato Bom Pastor

- São Francisco de Paula

- Antônio Gonçalves de Mato

- Luiz de Melo Viana

- Monsenhor Domingos

- Santo Tomaz de Aquino

- Lauro Epifânio

- Henrique Galvão

- Engenheiro Pedro Magalhães

- Antônio da Costa Pereira

- Antônio Belarmino Gomes

- Rosa Vaz de Araújo

Comentários
×