Escolas do Sesi brilham em competição de matemática

Jorge Guimarães

Os alunos das escolas do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Minas Gerais fizeram bonito no Concurso Canguru de Matemática de 2019. Ao todo, 25 unidades de todo o estado participaram, totalizando 5.347 estudantes. Foram 37 medalhas de ouro, 98 de prata, 210 de bronze e 291 menções honrosas.

Internacional

O concurso é uma competição anual internacional destinada aos alunos do 3º ano do ensino fundamental até os da 3ª série do ensino médio. Considerada a maior competição internacional da disciplina, mobiliza seis milhões de participantes anualmente em 75 países. A disputa teve origem na França e completou dez anos no Brasil.

Cidade

Divinópolis participou neste ano pela primeira vez, com 118 alunos do 9º ano do ensino fundamental anos finais e 73 do 3º ano do ensino fundamental anos iniciais, somando 191 no total.

A pedagoga do Sesi em Divinópolis, Ilza Dinis Oliveira Soares, explica que o concurso vai além de operações básicas.

— A disputa Canguru da Matemática é uma importante ferramenta para avaliar nossas diretrizes no que diz respeito a educar. Vale ressaltar que a matemática em disputa não era somente a de utilizar as quatro operações, mas também a de usar o raciocínio lógico, que é muito trabalhado, em sala de aula, por nossos professores — detalha.

Ilza Dinis conta que as premiações servem também para que a própria instituição avalie seu desempenho.

— O resultado positivo que conquistamos reforça que estamos no caminho certo. Sinto-me honrada em fazer parte desta equipe que não minimiza esforços para uma educação de qualidade — conclui a pedagoga.

Premiação

Em Divinópolis, 41 alunos, sendo 21 do período da manhã e outros 21 da parte da tarde, conquistaram medalhas de prata e bronze. Somente um aluno, Artur Greco, filho de Renato e Isabel Dias, foi quem conquistou a única medalha de ouro para Divinópolis. Aluno do 4º ano do ensino fundamental anos iniciais, ele tem como professora Loredana Gabriele Tomaz.   

Comentários
×