Entre quarta e quinta-feira de uma semana qualquer

Leila Rodrigues

 

Entre quarta e quinta-feira de uma semana qualquer

É tarde

E aqui dentro de mim, me parece tão cedo

Cedo para escolher, tarde para começar

 

É tarde

E enquanto todos dormem

Eu acordo as minhas verdades sonolentas

 

É tarde

Para sair correndo daqui

E tão cedo para despertar meu coração adormecido

 

É tarde

Tarde demais para gritar seu nome

E o silêncio acordou minha vontade de dizer

 

É tarde

Tarde demais para começar agora

Melhor dormir que o amanhã começa sempre na mesma hora

Comentários
×