Entrada de produtos estrangeiros avança

Arroz e tecidos lideram importações até setembro, afirmou a Secex

Pablo Santos

O volume de entrada de produtos estrangeiros em Divinópolis avançou 11,45% no acumulado do ano. Os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) revelam que arroz e tecidos são os principais itens importados por Divinópolis, e China e Paraguai os principais parceiros comerciais da cidade.

Conforme os números apresentados, as empresas internacionais faturaram na cidade US$ 23 milhões de vendas até setembro. No mesmo período do ano passado, o volume negociado chegou a US$ 20 milhões, de acordo com a Secex. Comparando os dois intervalos, o acréscimo foi de 11,45%, de acordo com os dados da Secex.

Dos US$ 23 milhões, 35% da pauta são referentes à compra de arroz, ou US$ 8 milhões. De acordo com a Secex, a aquisição do grão neste ano em Divinópolis, avançou 17%, quando se compara com o mesmo período de 2018.

Com 5,5% do total importado, os tecidos de filamentos sintéticos são o segundo item com maior volume de importação neste ano por Divinópolis.  Já os tecidos de fibras artificiais têm um percentual semelhante: 5,4%.

A China é o principal parceiro comercial da cidade, com 50% das importações. Já o Paraguai é o segundo, com 35%, apontou o Secex. 

Brasil

Na comparação, em valores, entre setembro de 2018 e o mesmo mês de 2019, as importações cresceram 16,8%. No acumulado do ano até setembro, as compras do exterior caíram 1,3%.

A partir de agosto, o efeito plataforma influenciou os resultados. Com a exclusão delas, as importações cresceram 4,7%. As trocas nos fluxos de plataformas sugerem, portanto, operações de caráter contábil para adequação das novas normas do regime Repetro.

Os dados de volume registraram aumento de 25,3% nas importações. Excluindo as plataformas, a elevação nas compras do exterior diminui para 12,3% na comparação mensal.

Comentários
×