Entidades buscam aliança com próximo prefeito

Organizações têm se reunido com candidatos para oferecer plano para o desenvolvimento da cidade

Da Redação

O cenário econômico de Divinópolis não deve ser dos mais agradáveis no próximo ano, dados os impactos causados pelo coronavírus. Para uma recuperação ágil, grupos têm apresentado aos candidatos à Prefeitura sugestões para o desenvolvimento da cidade para os próximos quatro anos. A intenção, segundo as entidades, é delinear os principais objetivos para a município crescer e atrair investimentos.

Alternativas

O Grupo Educação, Ética e Cidadania (Geec) e seus órgãos elaboraram "Divinópolis - Uma visão de Futuro", documento que reúne sugestões para a "retomada do desenvolvimento sustentável" da cidade. O material está disponível na íntegra em: https://divinopolis.geec.com.br/. Nele, os colaboradores se baseiam no “triângulo da nova gestão pública: transparência, participação e colaboração”. Todos os candidatos receberam o documento, informou o Geec.

— Esperamos que não só os dignos candidatos e seus partidos políticos, assim como o cidadão consciente de suas responsabilidades, as entidades de classe, clube de serviços e demais entidades da sociedade civil organizada, por meio de seus representantes, possam ser os verdadeiros fiscais, mantenedores e apoiadores daquelas propostas que realmente possam desenvolver e melhorar nossa cidade — afirma o Geec.

Segundo o grupo, as sugestões são baseadas “na experiência e nas discussões que praticamos nas atividades costumeiras de nossos participantes”. Um dos tópicos, por exemplo, diz respeito à centralização das atividades oferecidas à população. 

— A maioria dos programas, projetos e eventos nas áreas cultura, esporte, lazer, políticas públicas etc. são realizados no centro do município. Deve-se buscar formas que eles cheguem também, em totalidade ou pelo menos parcialmente, à periferia e comunidades rurais que são carentes delas — sugere, afirmando a necessidade de fortalecer os conselhos comunitários.

Outra recomendação é a intensificação do combate à criminalidade.

— A segurança pública não está ligada apenas à qualidade de vida, mas também ao desenvolvimento econômico, pois ninguém investe onde não há segurança ao seu patrimônio e à sua vida. Nosso foco, sem esquecer a repressão está na eliminação das causas da violência — orienta o grupo aos candidatos.

O documento também cita a importância de iniciar e/ou finalizar as obras de acesso à cidade, como a duplicação da MG-050, fazer investimentos na economia criativa e incentivar o turismo, criar o Fundo Audiovisual Municipal, criar um amplo planejamento para o aeroporto, ampliar as parcerias com as universidades, criar festivais artísticos, reabrir o Restaurante Popular e outras propostas.

Um problema antigo aparece no documento: o Hospital Público Regional. Até o momento, a conclusão da obra não tem nenhuma proposta concreta. Para a questão, o grupo também apresentou possibilidades.

— Conclusão do Hospital Regional, através de parceria do Estado, com parcerias privadas (empresa Vale), estado e união (UFSJ), definindo sua utilização como hospital universitário. Fomentar novos planos de saúde na cidade para aumentar a concorrência e possibilitar que mais pessoas se afiliem, diminuindo o número que procuram o SUS — destaca o Geec.

Empresários

O Grupo Gestor apresentou, na sexta-feira, 2, no auditório da Fiemg, o Plano de Desenvolvimento para Divinópolis 2030. O documento foi elaborado com o apoio do Sebrae e entregue aos nove candidatos à Prefeitura e seus vices, todos presentes na cerimônia. Segundo a organização, “o objetivo é que o Plano possa ser aliado do futuro prefeito na gestão pública, em favor da ambiência de negócios”.

Para o presidente da Fiemg Regional Centro-Oeste e do Grupo Gestor,  Eduardo Soares, a intenção é apontar diretrizes, ações e estratégias para todas as áreas da gestão municipal, com foco no desenvolvimento econômico até 2030.

— Acreditamos que a modernização da gestão pública, que prioriza uma administração compartilhada com os diversos públicos que compõe a cidade, será a mola propulsora que Divinópolis precisa para trilhar os caminhos do desenvolvimento — enfatizou.

Ainda segundo ele, o grupo envolvido na organização do plano “é apartidário e tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento de Divinópolis”. 

— O mundo moderno exige uma administração compartilhada com a sociedade organizada. Mais do que um projeto de um ou outro candidato, que tenhamos de agora em diante um projeto de cidade, um polo inteligente, bom para se investir, visitar e viver — finalizou o líder empresarial.

Conforme informou a Fiemg, cada candidato recebeu previamente o resumo do plano e teve cinco minutos para se manifestar. 

— Todos os aspirantes ao mais alto cargo do Executivo Municipal se comprometeram com as propostas apresentadas no documento e enfatizaram que muitas das ações já estão contempladas em seus planos de Governo — comunicou.

O plano, segundo a Fiemg, passou por várias etapas, como entrevistas de diversas lideranças da cidade, eixos estratégicos, matriz de priorização, canvas e diagnóstico das fragilidades, principais demandas e potencialidades percebidas para o futuro da economia.

Comentários
×