Empresas da região abrem mil vagas a mais na comparação com 2017

 

 

Pablo Santos 

As empresas do Centro-Oeste abriram quase mil vagas de trabalho a mais neste ano. O destaque fica para metalurgia, veículos automotores, vestuário, móveis e produtos químicos com crescimento na abertura de oportunidades, de acordo com os dados da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg). Apesar da maioria dos setores terem resultados melhores em 2018, calçados e alimentos apontaram retração.

De janeiro a julho foram criados na região 5.033 postos de trabalho. No ano passado, neste mesmo período, os números foram menores: 4.070.

A metalurgia foi o segmento com um dos maiores crescimento de vagas neste ano. O setor abriu 554 oportunidades de trabalho de janeiro a julho e, no ano passado, foram 293, ou seja, alta de 89%.

Com aumento de 205% no volume de vagas abertas, o setor de veículos automotores gerou 367 postos de trabalho neste ano, contra 120 do mesmo período do ano passado.

Outro setor com números superiores em 2018 é a confecção e vestuário. Foram criadas 283 vagas neste ano e em 2017 outras 89, de acordo com a Fiemg. O segmento de móveis também apresentou saldo positivo: 152. No ano passado, foram 87.

Com 146 vagas neste ano, as empresas de produtos químicos também registraram bons resultados quando comparado com o ano passado com 87 oportunidades.

 Queda

A maior geradora de vagas na região é a indústria calçadista. No entanto, neste ano foram criadas a metade de oportunidades quando se compara com o ano passado. De acordo com a Fiemg, foram abertas 1.510 oportunidades de janeiro e julho. No mesmo período do ano passado, o setor gerou 3.016 com carteira assinada.

Outro setor com queda de emprego foi o de alimentos. De acordo com o levantamento foram abertas 568 vagas nas empresas da região e no ano passado foram 598.

Negativo 

Conforme a Fiemg, alguns setores estão com números negativos. O segmento de equipamentos de transporte cortou oito vagas em 2018 e o de máquinas e equipamentos outras 12.

Empresas de minerais não metálicos fecharam 69 oportunidade de produtos de metal outros 50 postos de trabalho.

 

Comentários
×