Empresários 'irresponsáveis' geram 25 mil empregos, diz presidente do Sinvesd em resposta a vereador

Ricardo Welbert

O presidente do Sindicato das Indústrias de Vestuário de Divinópolis (Sinvesd), Marcelo Ribeiro, publicou nesta sexta-feira, 22, um vídeo no qual rebate críticas feitas pelo vereador Ademir (PSD), que durante pronunciamento nesta quinta-feira, 21, chamou de "irresponsáveis" os empresários que pressionam a Câmara a votar contra o aumento no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), ao qual Ademir é favorável. Por causa dessa declaração, Marcelo e outros representantes de sindicatos xingaram o vereador na Câmara e a segurança precisou ser chamada.

O vídeo de Marcelo começa com uma declaração de apoio à classe empresarial. Segundo ele, apenas o sindicato do vestuário reúne 700 empresas.

— Eu estou aqui, senhor Ademir, para defender principalmente a minha classe. Dizer ao senhor que a nossa “irresponsabilidade”, como o senhor mesmo diz, é de causar, principalmente no meu setor, mais de 25 mil empregos aqui em Divinópolis — diz.

E segue direcionando a fala ao vereador.

— Nós, empresários, lutamos muito para pagar nossos impostos em dia. É muito difícil, mas lutamos e pagamos em dia. O principal não é pagar em dia. É ver que parte desses impostos são destinados a pagar salários e mordomias de vereadores como o senhor. Isso que nos deixa mais tristes — pontua.

— Quando o senhor disse ontem que empresário, na hora H, não vai aparecer para contribuir, não vai aparecer mesmo, não. Porque nós contribuímos todos os dias — acrescenta.

E segue:

— Esse IPTU pelo qual o senhor tanto luta para que seja aprovado neste ano é simplesmente 4% da arrecadação de Divinópolis. Dos outros 96%, a maioria são impostos pagos pelos empresários “irresponsáveis”, como o senhor chama.

Na sequência, cobra respeito.

— Eu acho que respeito o senhor não tem. Se o senhor se juntar a nós, nós vamos ensinar o senhor a ter respeito — dispara.

O empresário encerra dizendo que as entidades de classe lutam para discutir o projeto do reajuste do IPTU para que ele seja colocado em prática de forma justa.

— Muito me estranha o senhor não querer isso. Por que será? Respeito sempre com os empresários de Divinópolis. É o mínimo que a gente merece — finaliza.

Direito de resposta

A presidente da Câmara Dirigentes Lojistas (CDL), Alexandra Galvão, protocolou na Câmara um pedido de direito de resposta. O documento ainda precisa ser aprovado pelo presidente da Câmara, Adair Otaviano (PMDB).

Assista ao trecho do discurso de Ademir e ao bate-boca na Câmara

Comentários
×