Empresários conhecem proposta de inclusão sociocultural do Fazendo Arte

O Fazendo Arte tem a proposta de inclusão sociocultural e qualificação profissional de jovens desde 2002.

Da Redação

O Fazendo Arte promoveu, nesta quarta-feira, 18, um café com 12 empresários da cidade para apresentar a proposta de inclusão sociocultural do projeto. Representantes de empresas de vários segmentos da cidade participaram da apresentação e se impressionaram com a proposta de ensinar crianças e jovens carentes de música, dança e arte.

A diretora executiva do Fazendo Arte, Lenir de Castro, destacou que a proposta é apresentar o trabalho realizado pelo projeto e buscar parceiros.

— Nossa proposta é apresentar nosso trabalho nas escolas da periferia da cidade. Mostrando como a arte contribui para a formação das crianças e dos adolescentes e precisa continuar.A contribuição dos empresários é fundamental para chegar a mais crianças — disse.  

O representante da Construarcos, Marcos Teixeira, destacou a importância de o empresariado contribuir com projetos para atender os jovens.

— Achei o projeto interessante e não conhecia. Vou apresentar para nossos sócios a proposta. É importante para criança aprender os passos da música, dança e teatro para sua formação como ser humano — disse.

O empresário da MC Industrial, Cláudio Moisés Silveira, acredita na proposta do Fazendo Arte nas escolas.

— O projeto chega nas escolas mais afastadas e atende as crianças com muita cultura e arte. Acreditamos muito na proposta do projeto e quando precisar pode contar com conosco — destacou.   

Rede 

O Fazendo Arte/ Acesa faz parte da Rede Gerando Falcões em Divinópolis desde o ano passado. Através de uma rede com as ONGs conveniadas apoiando atendimentos de famílias vulneráveis.

O Fazendo Arte tem a proposta de inclusão sociocultural e qualificação profissional de jovens desde 2002. Oferece sete oficinas: viola, violão, balé/jazz, hip-hop, danças folclóricas, canto popular e teatro.

 

Comentários
×